Esportes

Torre Malakoff recebe exposição fotográfica “O Jogo da Bola”

Exposição que retrata o universo do futebol de rua pernambucano foi aberta nesta quinta-feira

A exposição envolve, além da fotografia, diversos recursos artísticos e sensoriaisA exposição envolve, além da fotografia, diversos recursos artísticos e sensoriais - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Pensando em construir ambientes em que as pessoas experimentem estar dentro de um campo de futebol, o fotógrafo Iezu Kaeru, em parceria com o mineiro Eustáquio Neves, inaugurou nesta quinta-feira (9), a exposição fotográfica “O Jogo da Bola”, na Torre Malakoff, no Bairro do Recife. 

Com patrocínio do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura), a intervenção está dividida em duas salas, uma Com Camisa e Sem Camisa. A primeira reúne 45 fotos digitais feitas por Iezu e pelos próprios jogadores e jogadoras do futebol de rua do Recife, além de 22 padrões de vários times de comunidades e uma mesa de pebolim. Um ambiente onde as pessoas podem interagir com as camisas ao tirar selfies e relembrar os velhos tempos jogando uma partida de totó.

Como é o caso de Sebastião Monteiro, do Recife, que foi conhecer o projeto acompanhado do seu filho Renato Trindade, enfermeiro militar, de São Paulo. “É uma oportunidade maravilhosa para a gente recordar o passado, o meu particularmente que já estou com 54 anos e joguei muito totó” comentou seu Sebastião.

 “Achei a exposição bem interessante, a gente consegue ver nas imagens que, realmente, é assim que começa o futebol, nas periferias, é assim que se descobre os grandes jogadores. Essa exposição é um retrato muito bom daquilo que acontece nas comunidades. Eu também jogava futebol, vim de periferia no Rio de Janeiro, atualmente moro em São Paulo e acho o futebol muito cultural, tanto a parte da educação, como a parte física, toda essa estrutura ajuda as crianças a evoluírem”, endossou Renato.

Outra parte interessante da exposição é a instalação "Batch Gol", desenvolvida numa parceria entre os fotógrafos e a Natura Bit, empresa de arte e tecnologia. Um jogo interativo em tempo real, o equipmento permite que você chute a bola invisível na marca do pênalti e tente fazer um gol no goleiro Dida, da comunidade do Coque.
 
“A obra "Batch Gol" permeia por todo esse universo de brincadeira, de improvisação, que é a pelada dentro da comunidade. Focamos em cima do momento bem importante do futebol, que é o pênalti", afirmou o responsável pelo desenvolvimento e programação da obra interativa, Sergio Monteiro.

O fotógrafo Iezu Kaeru, um dos idealizados do trabalho, falou da importância de trazer essa exposição para o Recife. “É muito legal fazer essa experiência de olhares porque, por exemplo, os jogadores e as jogadoras também fotografaram. A nossa proposta foi que eles, com câmeras nas mãos, registrassem a visão deles mais próxima do futebol de rua” disse.

“O Jogo da Bola” é gratuita e fica exposta até 19 de março, sempre de terça a sexta, das 10h às 17h; sábados, das 15h às 18h, e aos domingos, das 15h às 19h.

 

Veja também

Primeira rodada de Roland Garros começa neste domingo; confira chaveamento e onde assistir
Tênis

Primeira rodada de Roland Garros começa neste domingo; confira chaveamento e onde assistir

Reforçado e mirando em reação, Santa recebe CSE, no Arruda
Futebol

Reforçado e mirando em reação, Santa recebe CSE, no Arruda