Tottenham anuncia a contratação de Lucas Moura

A chegada do meia preenche um desejo do técnico Mauricio Pochettino, que queria mais opções no ataque

Lucas estava no PSGLucas estava no PSG - Foto: AFP / FRANCK FIFE

O Tottenham é a nova casa do brasileiro Lucas Moura, ex-São Paulo. O clube inglês oficializou nesta quarta-feira (31) a compra do atacante brasileiro de 25 anos, que estava no Paris Saint-Germain e perdeu espaço nesta temporada com as chegadas de Neymar e Mbappé. O negócio não foi de acordo com a pedida do clube francês, que queria 40 milhões de euros pelo jogador. O Tottenham pagou cerca de 25 milhões de euros pelo atleta, algo em torno de R$ 98,8 milhões.

Lucas assinou com o Tottenham até 2023 e usará a camisa 27 no clube londrino. O jogador está em Londres desde terça-feira (30), e nesta quarta fez os últimos exames médicos para que a negociação pudesse ser concluída. A chegada de Lucas preenche um desejo do técnico Mauricio Pochettino, que queria mais opções para seu ataque. O brasileiro Malcom foi tentado, porém o Bordeaux se negou a vender o jovem nesta janela de transferências.

Do lado do PSG, a negociação era tida como essencial para o equilíbrio das contas após a compra de Neymar, que complicou a situação do time francês perante as exigências de fair play financeiro da Uefa. Uma vez confirmada a saída, o clube publicou uma mensagem de agradecimento e despedida ao jogador. Somando a transferência do ex-jogador do Barcelona e a do lateral Yuri Berchiche, os parisienses gastaram 238 milhões de euros e arrecadaram "apenas" 65 milhões de euros com as saídas de Aurier (também para o Tottenham), Matuidi (Juventus), Augustin (RB Leipzig) e Sabaly (Bordeaux).

Com a venda de Lucas, as finanças rumaram para o equilíbrio, embora a saída de dinheiro seja mais de duas vezes maior que a entrada. Esportivamente, a saída não deve comprometer o elenco de Unai Emery, que declarou publicamente, em mais de uma ocasião, que o brasileiro deveria buscar novos ares para sua carreira. No PSG, apesar de vir de seu melhor ano desde a chegada ao clube em 2013, Lucas atuou somente 71 minutos em seis jogos em 2017/2018, anotando um gol.

CLUBES FORMADORES

A transação ainda ajudará dois clubes paulistas a reforçar seus cofres. O São Paulo tem direito a 3% dos valores da transação, enquanto o Corinthians possui 0,5%. Essa divisão é estabelecida pelo mecanismo de solidariedade da Fifa, que beneficia os clubes formadores nas negociações de atletas. Com o limite de 5% de uma transferência, as equipes que participaram de forma comprovada da formação de um jogador dos 12 aos 23 anos têm direito a receber um repasse. No caso de Lucas, o PSG receberá a quantia total do Tottenham e será fiscalizado pela Fifa para levar o dinheiro a são-paulinos e corintianos.

O São Paulo tem direito a 3% do valor total porque teve Lucas registrado no clube entre o 14º e o 20º aniversário do meia-atacante. A parcela renderá, no mínimo, R$ 2,97 milhões aos tricolores, que já haviam recebido mais de R$ 100 milhões quando a venda para o PSG foi selada em meados de 2012 -o jogador só se transferiu em janeiro de 2013.

Já o Corinthians fica com 0,5% do valor, referente às temporadas do 12º e do 13º aniversário de Lucas. Os alvinegros, inclusive, precisaram entrar na Justiça para provar que tinham direito a receber parte do mecanismo de solidariedade quando o São Paulo negociou com os franceses.

A vitória dos corintianos nos tribunais só veio em setembro do ano passado, quando o time do Morumbi repassou cerca de R$ 980 mil para o rival. Agora, com a venda para o Tottenham, o Corinthians espera receber R$ 444 mil. O PSG tem ainda 1,5% pela formação de Lucas, mas como foi parte diretamente envolvida na negociação com os ingleses não tem necessidade de acionar o mecanismo de solidariedade.
Os franceses ainda podem ganhar mais dinheiro caso o meia-atacante brasileiro atinja determinadas metas na Inglaterra. O bônus máximo foi estipulado em 5 milhões de euros.

Veja também

Náutico confirma contratação do meia Marcos Vinícius
Futebol

Náutico confirma contratação do meia Marcos Vinícius

Defesa de Carol Solberg recorrerá de advertência por 'fora, Bolsonaro'
Manifestação

Defesa de Carol Solberg recorrerá de advertência por 'fora, Bolsonaro'