Santa Cruz

Toty cita luta da equipe após empate, mas ressalta: ‘poderia ter sido melhor’

Em noite de apagão no time coral, o lateral-direito mais uma vez apareceu como peça fundamental, dando o respiro do retorno à liderança com gol marcado no fim do jogo

Toty, lateral-direito do Santa CruzToty, lateral-direito do Santa Cruz - Foto: Rafael Melo/SCFC

Um dos ditos mais destacados pelo time do Santa Cruz desde o início da Série C é fazer valer o mando de campo para não dar brechas ao azar no futuro. Até a sétima rodada, discurso alinhado ao que vinha sendo feito dentro de campo, com 100% de aproveitamento em três jogos sob seus domínios. Na noite dessa segunda, o Tricolor não conseguiu repetir a façanha dos últimos confrontos em casa e tropeçou ante o Jacuipense, com direito a sofrimento e gol no apagar das luzes. 

Se nos 45 minutos iniciais, o individual foi apontado para erros que impediam o time de encontrar o caminho do gol, no segundo tempo, os erros coletivos - de posicionamento, passes, dificuldades na transição de bola e no ajuste da marcação, por exemplo - chamaram a atenção e ganharam protagonismo. A instabilidade apresentada de um tempo para o outro no Santa é um comportamento que vem se repetindo e, caso não corrigido a tempo, pode tornar o caminho para o acesso à Série B um pouco mais árduo para o Tricolor. 
 

Uma das peças que mais uma vez acabou se sobressaindo, em meio às falhas coletivas, foi Toty. Ainda que tenha falhado na recomposição junto a Elivelton, no lance do terceiro gol do time baiano, o lateral-direito foi responsável pela assistência no segundo tento marcado por Mayco Félix, e teve seu desempenho contemplado com um gol aos 44’ da etapa complementar, garantindo o placar de igualdade no Arruda. Já acostumado a resolver nos minutos finais - cenário visto também contra ABC e Treze este ano - o defensor citou o espírito de luta do time na partida, mas fez questão de enfatizar que o resultado poderia ter sido diferente. 
 
“A gente queria buscar a vitória em casa e acabamos deixando escapar das nossas mãos. Sabemos que tomamos os gols por culpa nossa mesmo, mas a gente foi em busca do resultado, o tempo todo acreditando, lutando. Eu acho que a gente está no caminho certo. É manter os pés no chão e corrigir os erros. Não podemos vacilar em casa assim. Mantivemos a liderança, mas sabíamos que poderia ter sido melhor”, disse.

Após o empate, a Cobra Coral reassumiu a liderança do Grupo A, passando a contabilizar 15 pontos, um a frente do Ferroviário/CE, no momento, concorrente direto pelo topo da tabela e próximo adversário tricolor, no domingo. 

Lembrando que o duelo foi antecipado e será realizado na cidade de Horizonte, Região Metropolitana de Fortaleza, para preservar o gramado da Arena Castelão. 

Veja também

Náutico faz acordo com Ricardo Berna e evita mais um leilão da garagem do Remo
Futebol

Náutico faz acordo com Ricardo Berna e evita mais um leilão da garagem do Remo

Patric analisa reencontro com Atlético/MG e diz que é "tempo de sacrifício" no Leão
Futebol

Patric analisa reencontro com Atlético/MG e diz que é "tempo de sacrifício" no Leão