Tricolores exaltam vitória e honra

Sincero, Derley admite que chance de evitar degola é mínima

Rudá Ricci é cientista políticoRudá Ricci é cientista político - Foto: Divulgação

Provar novamente o gostinho da vitória era um dos desejos dos tricolores. Vindo de sete derrotas e um empate, o Santa Cruz sabia que teria o seu último confronto direto do Brasileirão diante do América/MG, seu rival na luta contra a lanterna da disputa. O rebaixamento é uma questão de formalidade. Uma possível escapada entraria para a lista de milagres do futebol brasileiro.

Por isso, o mais comemorado ontem, no Arruda, foi o fato de o time ainda mostrar força na competição, com todos admitindo que fugir da degola é algo que seria ilusório para os torcedores. "Infelizmente, nossa reação veio tarde na competição. Não adianta fazer contas agora. É uma situação muito delicada, não queremos iludir ninguém, mas precisamos jogar pela honra, pela camisa do Santa Cruz", comentou o lateral-direito Léo Moura, autor do gol da vitória.

Destaque do confronto, o veterano de 38 anos jogou mais adiantado, assim como no empate contra o Internacional e quando também deixou a sua marca, fazendo a função de meia armador pelo lado direito ofensivo. Com o gol e bons passes, Léo Moura exaltou a presença da torcida ontem e parabenizou o treinador Adriano Teixeira pela atitude de mudar o time. "Atuo onde precisar. Adriano é um cara muito inteligente e viu essa necessidade nesses dois jogos. Me sinto confortável nessa função e acabei fazendo dois gols e de cabeça! Não é a minha, mas se precisar estou lá para fazer gol", brincou.

Outro que também admitiu que as chances de evitar o rebaixamento são mínimas foi o volante Derley. Porém, com toda a sua peculiar sinceridade, ele também elogiou a equipe coral. "Não estamos jogando mal e eu disse isso antes. Mas tem jogo que o resultado não vem. Fomos bem contra Santos, Palmeiras e Botafogo, por exemplo, e perdemos todos, nem um pontinho sequer. Vamos continuar lutando como fizemos hoje (ontem)", ressaltou Derley.

RANIEL
Emprestado ao Cruzeiro, o meia Raniel deve ter os seus direitos econômicos vendidos ao clube mineiro, segundo o presidente Alírio Moraes. Precisando de dinheiro para quitar dívidas com atletas e funcionários, o mandatário coral afirmou que a negociação deve ser fechada em breve, não falando em valores.

Veja também

Mesmo longe de técnico, Palmeiras negocia por reforços para defesa e ataque
Futebol

Mesmo longe de técnico, Palmeiras negocia por reforços para defesa e ataque

Khabib Nurmagomedov deixa o MMA com recordes e invencibilidade histórica
MMA

Khabib Nurmagomedov deixa o MMA com recordes e invencibilidade histórica