Esportes

Troca de goleiros apimenta rivalidade

Náutico acertou com ex-tricolor Tiago Cardoso, enquanto Santa Cruz fechou com Júlio César

O vereador Eduardo Chera assinou ficha de filiação em um ato que contou com a presença do prefeito Geraldo Julio e do presidente estadual Sileno GuedesO vereador Eduardo Chera assinou ficha de filiação em um ato que contou com a presença do prefeito Geraldo Julio e do presidente estadual Sileno Guedes - Foto: Divulgação

Na temporada 2017, Náutico e Santa Cruz estarão juntos na Série B. Como se não bastasse a rivalidade quase centenária, os inimigos íntimos ganharam boas razões para deixar a disputa ainda mais apimentada. Afinal, os goleiros de ambas as equipes, ídolos de suas respectivas torcidas, trocaram de lado.

Tiago Cardoso, multicampeão pelo Tricolor, e um dos maiores nomes da história coral, estava em baixa no Arruda, mas foi anunciado como reforço de peso no Timbu. O mesmo vale para Júlio César. Referência do Náutico nos últimos anos, o ex-corintiano deixou os Aflitos e agora vai envergar o manto vermelho, preto e branco. Resta saber quem vai se dar melhor nessa curiosa permuta.

Não é coincidência que os acordos tenham acontecido na mesma semana. Afinal, as transferências eram condicionadas. Uma dependia da outra para acontecer. Ao final da atual temporada, o Santa Cruz anunciou que Tiago Cardoso não teria o seu contrato renovado. Apesar de ter passado seis anos no clube, onde ganhou sete títulos - cinco Campeonatos Pernambucanos, uma Copa do Nordeste e uma Série C, além de três acessos de divisão - o goleiro já não tinha o mesmo prestígio dos últimos anos.

Na campanha que culminou no rebaixamento do Tricolor para a Série B, o atleta teve atuações abaixo da média, perdeu o posto de titular e não foi procurado para seguir no Arruda.

Com passe livre, Tiago Cardoso entrou na mira do Náutico. Mas havia um empecilho.

O veterano Júlio César era o dono do gol alvirrubro desde meados de 2014. Além disso, apesar de não ter conquistado títulos ou acessos, tinha moral com a torcida e jamais colocou entraves para renovar contrato. No entanto, no elenco alvirrubro só havia espaço para um dos dois. E a diretoria Timbu optou por apostar no ex-Tricolor. Foi a senha para o Santa Cruz ‘dar o troco’. Na tarde da última quinta-feira, a cúpula coral bateu o martelo e confirmou: Júlio César mudou de lado e vai prestar serviços ao rival de seu ex-clube.

Apesar da peculiaridade das negociações, os dois atletas não demonstraram estranheza alguma em atuar por equipes antagônicas. Ambos falaram como se já estivessem há anos em suas novas casas. “Vou fazer de tudo e dar o meu máximo para que eu possa retribuir todo esse carinho que eu estava recebendo nesses últimos dias. Que a gente possa fazer uma parceria vitoriosa para esse ano de 2017, que será o ano em que nós vamos colocar o Santa de novo na Série A e conquistar títulos”, disse Júlio César.

“Quero agradecer o carinho, a confiança e a receptividade que estou tendo. Vou dar o máximo para dar alegrias a vocês”, declarou Tiago Cardoso.

Difícil dizer quem saiu ganhando nessa disputa particular. Em enquete realizada via Twitter pelo @FolhaPEesportes, 63% dos torcedores apostaram que o Santa Cruz foi o maior beneficiado com a troca, enquanto 37% dos participantes apontaram o Náutico em vantagem. Essa resposta, só o tempo dirá. Por enquanto, resta esperar pelos, agora ainda mais aguardados, Clássicos das Emoções de 2017.

Veja também

Luana Piovani e Maeve Jinkings criticam Neymar por projeto associado a privatização das praias
Polêmica

Luana Piovani e Maeve Jinkings criticam Neymar por projeto associado a privatização das praias

Barcelona anuncia Hansi Flick como novo treinador e oficializa a saída de Xavi
Futebol Internacional

Barcelona anuncia Hansi Flick como novo treinador e oficializa a saída de Xavi

Newsletter