A-A+

Tüchel critica agressão a torcedor e nega atrito entre Neymar e Mbappé

No último sábado (27), Neymar agrediu torcedor do Rennes e deu entrevista criticando jovens do elenco do PSG

Neymar durante a final da Copa da França contra o RennesNeymar durante a final da Copa da França contra o Rennes - Foto: MARTIN BUREAU / AFP

Que Neymar é o principal jogador brasileiro da atualidade ninguém discute. O camisa 10 da Seleção é privilegiado de ter um talento raro, que muitos garotos e atletas profissionais sempre sonharam em ter. Entretanto, parece que o astro "gosta" de ver sua imagem sendo exposta de forma negativa. Foi assim há um ano, quando virou meme, devido as várias simulações na Copa do Mundo da Rússia, e mais uma vez no último sábado (27), ao bater em um torcedor e criticar o elenco do Paris Saint-Germain. Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (29), o técnico Thomas Tüchel afirmou não ter gostado da atitude do atacante.

Na derrota do PSG para o Rennes na final da Copa da França, nos pênaltis - Neymar marcou belo gol durante os 90 minutos - o craque se desentendeu com um torcedor da equipe campeã. Identificado pela imprensa francesa, Edouard, de 28 anos, ofendeu alguns jogadores do elenco do PSG que se encaminhavam para às tribunas do Stade de France para receberem as medalhas de vice-campeões. Chamou Buffon de "idiota", o volante italiano Marco Verratti de "racista" e ao brasileiro, o motorista de entregas o mandou "aprender a jogar futebol". Ao ouvir, o capitão da Seleção parou em frente o torcedor e lhe deu um tapa no rosto. Na mesma hora, o vídeo viralizou nas redes sociais e o jogador foi alvo de críticas.

O fato fará com que Neymar seja julgado pelo Comitê Disciplinar da Federação Francesa de Futebol. O atacante pode ser suspenso por causa da agressão.

Nesta segunda-feira (29), o técnico do Paris Saint-Germain, Thomas Tüchel, concedeu entrevista coletiva e garantiu não aprovar a conduta realizada pelo principal jogador do elenco. "Eu não gostei. Não gostei mesmo. Não é possível que aconteça isso. Sabemos que não é fácil subir (para a premiação) depois de uma derrota, mas temos que aceitar e mostrar respeito. Isso não é possível", disse o treinador.

Não é a primeira vez que Neymar se envolve neste tipo de situação. Em 2016, depois da conquista do ouro olímpico, o jogador se dirigiu à arquibancada do Maracanã para tirar satisfação com um torcedor. Pessoas que estavam próximas da cena tiveram que conter o craque.

Leia também:
Neymar agride torcedor do Rennes após vice do PSG; veja
Neymar reconhece erro após agredir torcedor


No sábado, como se o atrito com o torcedor não fosse o suficiente, Neymar resolveu colocar lenha na fogueira do elenco milionário ao dar entrevista polêmica na saída do estádio. No calor da emoção depois da derrota, o camisa 10 reclamou da postura no vestiário de alguns jovens atletas e fez críticas pesadas. "Tem que ser mais homem dentro do vestiário, mais unido. Tem muito jovem que é um pouco, não digo perdido, mas faltam mais ouvidos do que a própria boca. Se alguém mais experiente fala, eles retrucam. Se o técnico fala, eles também retrucam. Isso não é um time que vai longe", desabafou.

Ao falar da entrevista dada por Neymar, Tüchel garantiu não haver problemas entre o brasileiro e Mbappé, referência jovem de 20 anos do elenco parisiense. "Eu sei o que ele estava tentando dizer, mas não é algo para ser debatido em uma entrevista. Este tipo de assunto se discute internamente. Há alguns jogadores que amam ganhar e outros que odeiam perder. Eu prefiro dizer a cada um no vestiário, em vez de pela imprensa. É necessário ter ordem para crescer. Não há problema entre Neymar e Mbappé", pôs fim no assunto o alemão.

Veja também

Após eliminação na Série D, Milton Mendes deixa o Retrô
Futebol

Após eliminação na Série D, Milton Mendes deixa o Retrô

Veja os possíveis adversários do Santa Cruz na primeira fase da Série D 2022
Futebol

Veja os possíveis adversários do Santa Cruz na primeira fase da Série D 2022