Liga dos Campeões

Uefa analisa Liga dos Campeões com mínimo de 10 jogos por time

Batizada de 'sistema suíço', esta reforma, que entraria em vigor a partir de 2024, teria o objetivo de barrar o projeto de criação de uma "superliga europeia"

Aleksander Ceferin, presidente da UefaAleksander Ceferin, presidente da Uefa - Foto: AFP

A Uefa vai analisar nesta semana um projeto de reforma da Liga dos Campeões que prevê uma primeira fase sem grupos, mas com 10 jogos garantidos para cada clube, mais quatro do que os seis atuais, informou nesta terça-feira o jornal britânico The Times.

Batizada de 'sistema suíço', esta reforma, que entraria em vigor a partir de 2024, teria o objetivo de barrar o projeto de criação de uma "superliga europeia" promovida por vários grandes clubes do continente, indicou o jornal. 

No novo torneio, seria realizado um sorteio com cabeças de série, que daria a cada participante 10 jogos, cinco em casa e cinco fora, com nove rivais de diferentes níveis e os pontos somados serviriam para estabelecer uma classificação unificada com todas as equipes participantes. 

Ao final desses 10 jogos, o torneio entraria na fase de oitavas de final, mas ao contrário do formato atual, não haveria sorteio, mas o 1º enfrentaria o 16º classificado, o 2º o 15º, e assim por diante. Os classificados entre a 17ª e 24ª posições disputariam a Liga Europa. 

Esta fórmula teria a aprovação da Associação dos Clubes Europeus (ECA) e da Organização das Ligas Europeias, mas a Uefa vai apresentar oficialmente o projeto nas próximas duas semanas aos clubes europeus. 

O vice-presidente da Uefa, o inglês David Gill, disse ao Times na semana passada que o sistema de classificação  para este novo formato da Liga dos Campeões continuaria a baseada na classificação nos diferentes campeonatos nacionais, embora também se pudesse aprovar que os semifinalistas, ou mesmo os participantes das quartas de final, de uma edição garantissem vaga  automaticamente para o ano seguinte. 

Para Lars-Christer Olsson, presidente da Associação das Ligas Europeias essa fórmula é "muito mais realista" do que a proposta feita pelos grandes clubes em 2019 com uma primeira fase com 4 grupos com 8 times cada (atualmente são 8 grupos com 4 equipes) que levaria à disputa mínima de 14 partidas por equipe (ao invés das 6 atuais).

Veja também

Eslovênia acusa comitê organizador do Mundial de Handebol de servir comida estragada
Handebol

Eslovênia acusa comitê organizador do Mundial de Handebol de servir comida estragada

Com 21% de chance de queda, Sport encara sequência que lhe deu apenas quatro pontos no 1º turno
Sport

Com 21% de chance de queda, Sport encara sequência que lhe deu apenas quatro pontos no 1º turno