Uefa vai analisar no dia 28 caso de racismo na Bulgária

Entidade máximo do futebol europeu terá uma comissão de disciplina para avaliar gritos e atos preconceituosos

Torcedores búlgaros ofenderam atletas inglesesTorcedores búlgaros ofenderam atletas ingleses - Foto: NIKOLAY DOYCHINOV / AFP

A comissão disciplinar da Uefa vai examinar no dia 28 de outubro o caso da partida entre Bulgária e Inglaterra marcado pelos gritos de 'macaco' e pelas saudações nazistas dirigidas por torcedores búlgaros aos jogadores ingleses negros, informou nesta quinta-feira a instância europeia.

"O caso da Bulgária será examinado no dia 28 de outubro" pela comissão de disciplina, indicou à AFP um porta-voz da Uefa. A decisão da comissão será tomada no mesmo dia e deverá ser anunciada também nesse dia ou no seguinte.

Um procedimento foi aberto na terça-feira por "comportamento racista", devido aos "cantos e saudações nazistas" proferidos pelo público búlgaro durante a partida das eliminatórias para a Eurocopa-2020 vencida por 6x0 pela Inglaterra, na segunda-feira (14).

Parte do público presente no estádio Vasil Levski da capital búlgara gritou contra os jogadores negros da seleção inglesa. Em duas ocasiões o árbitro interrompeu a partida. Na terça-feira (15), o presidente da Federação Búlgara anunciou sua demissão enquanto que Londres pediu à Uefa "fortes sanções".

Leia também:
Infantino quer proibição de acesso a estadios para torcedores por racismo
Seleção inglesa pode abandonar jogos em caso de racismo
Polícia búlgara prende torcedores após atos racistas

Para uma federação, a sanção mínima em caso de ato de racismo é de fechamento parcial o completo do estádio. Recentemente, a comissão de disciplina da Uefa condenou a Hungria e a Romênia a disputar uma partida com portões fechados devido a comportamentos racistas de uma parte de sua torcida.

Nesta quinta-feira (17), o presidente da Fifa, Gianni Infantino, defendeu uma proibição em nível mundial de acesso a estádios para os torcedores culpados de atos racistas.

Veja também

Com emoção e recorde da pista, Hamilton conquista a pole do GP da Rússia
Fórmula 1

Com emoção e recorde da pista, Hamilton conquista a pole do GP da Rússia

Alerta da OMS de possíveis 2 milhões de mortos pela covid-19 não impede sonho olímpico do Japão
Olimpíadas

Alerta da OMS de possíveis 2 milhões de mortos pela covid-19 não impede sonho olímpico do Japão