Uninassau reencontra Presidente Venceslau na LBF

Equipe pernambucana enfrentará paulistas no Centro Esportivo Salesiano, na noite desta quinta-feira (26)

Pernambucanas esperam ter menos trabalho para vencer Pernambucanas esperam ter menos trabalho para vencer  - Foto: Paullo Allmeida

 

Na teoria, o duelo entre Uninassau Basquete e Presidente Venceslau/SP não deveria impor muitas dificuldades à equipe pernambucana. Na prática, as paulistas deram bastante trabalho ao apresentarem um jogo ofensivo encaixado na última terça-feira e quase surpreenderam a Uninassau em pleno Centro Esportivo Salesiano. As donas da casa suaram para garantir a vitória na primeira partida da quarta rodada dupla da Liga de Basquete Feminino (LBF) e esperam um confronto mais tranquilo esta noite, quando voltam a enfrentar o Presidente Venceslau, no mesmo local e horário, às 20h (horário do Recife). Os portões, mais uma vez, estarão abertos gratuitamente para o torcedor.

Ontem, o dia foi de ajustar detalhes, trabalhando em cima dos erros identificados, principalmente no sistema defensivo, criticado pelo próprio técnico Roberto Dornelas. O ataque também mereceu atenção, em busca de novas movimentações para fazer o setor fluir melhor. Tudo isso com o objetivo de garantir uma nova vitória na Liga.

Atualmente, a equipe pernambucana ocupa a segunda colocação, com cinco vitórias e duas derrotas, atrás apenas do líder Corinthians/ Pague Menos/Americana, que tem seis vitórias e somente uma derrota, justamente para a Uninassau Basquete. Já o Presidente Venceslau é o último colocado, tendo conquistado apenas uma vitória e sofrido seis derrotas. “Todos os jogos da LBF são difíceis. Venceslau encaixou um bom jogo ofensivo na terça e nossa defesa não apareceu para a partida. Descansamos bem e treinamos forte. Vamos entrar muito mais atentos no confronto de hoje”, analisou o técnico Roberto Dornelas.

 

Veja também

Guardiola critica Superliga: 'não é esporte'
Futebol

Guardiola critica Superliga: 'não é esporte'

Fifa avisa sobre 'consequências' aos clubes da Superliga europeia
Futebol

Fifa avisa sobre 'consequências' aos clubes da Superliga europeia