A-A+

Valencia bate Barcelona e conquista Copa do Rei

No ano do seu centenário, Valencia segura pressão de Messi e companhia e volta a levantar troféu depois de 11 anos

Valencia voltou a conquistar um título depois de 11 anosValencia voltou a conquistar um título depois de 11 anos - Foto: PAU BARRENA / AFP

O Valencia finalizou a temporada 2018/19 com título depois de 11 anos de jejum de conquistas. A equipe enfrentou o Barcelona neste sábado (25) na final da Copa do Rei, no estádio Benito Villamarín, e venceu por 2x1, com gols anotados no primeiro tempo, por Gameiro e Rodrigo.

No ano em que comemora seu centenário, o Valencia voltou a conquistar um título após 11 anos – o último havia sido a Copa do Rei de 2007/08. Em campo, a equipe não deu espaços no primeiro tempo para o irreconhecível Barcelona, que errou muito na defesa. No segundo tempo, com Lionel Messi, o Barça diminuiu, e seguiu pressionando até o fim da última partida oficial do futebol espanhol.

Com Suárez se recuperando de lesão no joelho, Lionel Messi não teve com quem dividir a responsabilidade no ataque do Barcelona. Com Coutinho e Sergi Roberto - e Malcom no segundo tempo -, abaixo do ritmo do argentino, o Barcelona sofreu para atacar o Valencia. No segundo tempo, o time de Valverde procurou Messi em quase todas as jogadas ofensivas, e conseguiu descontar na insistência, com o argentino balançando as redes.

Com cinco minutos de jogo, o torcedor do Barcelona comemorou uma jogada de Piqué como se fosse um gol. O zagueiro Lenglet se atrapalhou com a bola nos pés, na cabeça da área, e tentou tocar para Piqué, mas mandou a bola nos pés de Rodrigo, que driblou Cillessen e finalizou rasteiro. Com ótimo senso de cobertura, o experiente zagueiro Piqué, de carrinho, tirou a bola em cima da linha e salvou o Barcelona.

Melhor em campo, o Valencia não demorou para balançar as redes. Depois de Rodrigo perder chance incrível, o ataque da equipe voltou a funcionar bem, em mais um erro de posicionamento da defesa de Ernesto Valverde. Em contra-ataque, Gayá recebeu belo passe de Gabriel Paulista e tocou para Gameiro, livre na entrada da área, driblar Alba e chutar firme no centro do gol.

O Barcelona seguiu errando muito em campo e voltou a dar espaços para o Valencia construir nova jogada em velocidade e ampliar. Soler ganhou de Jordi Alba na corrida e cruzou para Rodrigo se redimir e, de cabeça, fazer o segundo gol do Valencia.

No segundo tempo, o técnico Ernesto Valverde realizou duas mudanças, ainda no intervalo, com as entradas de Malcom e Vidal. Apesar das alterações, o que mais ajudou o time no segundo tempo foi o recuo absoluto do Valencia, que passou a defender com os 11 jogadores atrás da linha da bola. Com a bola nos pés de Messi, o Barça teve suas melhores chances. O craque argentino, em jogada característica, chegou a driblar quatro jogadores na pequena área e mandar a bola na trave.

Minutos depois, Messi aproveitou rebote do goleiro em cobrança de escanteio e diminuiu o placar. O placar não se alterou durante o resto do segundo tempo dando a vitória para o Valencia.

Veja também

Acompanhe agora o lance a lance do jogo do Náutico contra o Remo
BRASILEIRO SÉRIE B

Acompanhe agora o lance a lance do jogo do Náutico contra o Remo

Florentin diz que precisa se adaptar às características do elenco do Sport
Futebol

Florentin diz que precisa se adaptar às características do elenco do Sport