Europa

Veja lista dos jogadores brasileiros que atuam no futebol da Ucrânia e tentam deixar o país

Campeonato nacional foi paralisado por 30 dias e alguns deles tentam retornar ao país

Zagueiro Marlon, do Shakhtar DonetskZagueiro Marlon, do Shakhtar Donetsk - Foto: Sergei SUPINSKY / AFP

O caos causado pela invasão da Rússia à Ucrânia, num iminente confronto bélico, chegou ao futebol. O Campeonato Ucraniano teve paralisadas suas atividades em 30 dias e jogadores estrangeiros tentam retornar aos seus países em segurança. É o caso dos jogadores brasileiros, que dominam, em números, as vagas de estrangeiros na liga do país.

Na manhã desta quinta-feira, jogadores que atuam em Kiev se reuniram em um hotel para se proteger e gravaram vídeos pedindo ajuda para tentar deixar o solo ucraniano, em meio a crise de combustíveis e espaço aéreo fechado no local. A embaixada brasileira na cidade trabalha para tentar tirar os cidadãos do país.

A capital ucraniana vive um caos após relatos de explosões, assim como cidades como Odessa, Mariupol e Kharkiv.

No futebol ucraniano, a segunda divisão estava em meio a um intervalo, quando clubes aproveitaram para viajar em intertemporadas. É o caso do Metalist do lateral Maílton e dos atacante Matheus Peixoto, David e Paulinho Boia. Em seus perfis no Instagram, os jogadores tranquilizaram familiares e torcedores e avisam que estão na Turquia.

Outros jogadores, como Edson, do Rukh Lviv, também usaram as redes para confirmar que estão longe dos cenários de confrontos, mas seguem em alerta.

Confira lista de jogadores que estavam atuando na primeira divisão ucraniana antes do estouro do conflito:

Alan Patrick - Shakhtar Donetsk

Bill – Dnipro

Busanello - Dnipro

Cristian - Zorya Lugansk

David Neres - Shakhtar Donetsk

Derek - Metalist 1925

Diego Santos Carioca - Kolos Kovalivka

Dodô - Shakhtar Donetsk

Edson - Rukh Lviv

Fabinho - Metalist 1925

Felipe Pires – Dnipro

Fernando - Shakhtar Donetsk

Guilherme - Zorya Lugansk

Ismaily - Shakhtar Donetsk

Juninho -  Zorya Lugansk

Júnior Moraes - Shakhtar Donetsk

Lucas Rangel - Vorskla Poltava

Marcos Antônio - Shakhtar Donetsk

Marlon - Shakhtar Donetsk

Marlyson - Metalist 1925

Maycon - Shakhtar Donetsk

Pedrinho - Shakhtar Donetsk

Renan Oliveira - Kolos Kovalivka

Talles Brenner - Rukh Lviv

Tetê - Shakhtar Donetsk

Vinicius Tobias - Shakhtar Donetsk

Vitão - Shakhtar Donetsk

Vitinho - Dínamo de Kiev

Welves -  PFK Lviv

Veja também

Onda surfada por Lucas Chumbo pode ter sido a maior da história: "Dia de glória"
ESPORTES

Onda surfada por Lucas Chumbo pode ter sido a maior da história: "Dia de glória"

Fluminense é o 11º time brasileiro a ganhar a Recopa; título rende quase R$ 9 milhões ao clube
FUTEBOL

Fluminense é o 11º time brasileiro a ganhar a Recopa; título rende quase R$ 9 milhões ao clube