Vettel vence GP da Inglaterra e abre vantagem na liderança da F-1

Lewis Hamilton havia partido na pole position, mas se envolveu em acidente na primeira volta. Raikkonen ficou em terceiro

Sebastian Vettel conseguiu a pole na Hungria Sebastian Vettel conseguiu a pole na Hungria  - Foto: Zak Mauger/LAT/Sutton Images

Sebastian Vettel não se importou com pressão da torcida e fez a festa na casa do adversário. O piloto da Ferrari ganhou o GP da Inglaterra de F-1, neste domingo (8), em Silverstone, e abriu vantagem na liderança na classificação geral. Favorito, o britânico Lewis Hamilton havia partido na pole position, mas se envolveu em acidente na primeira volta e precisou fazer prova de recuperação para cruzar a linha de chegada em segundo. Kimi Raikkonen, também da Ferrai, foi o terceiro. Com o triunfo, o alemão passou a somar 171 pontos, já Hamilton está com 163.

Leia também:
Sob o olhar do pai Nelson, Pedro Piquet vence pela 1ª vez na GP3


Depois de falhar na largada e de se envolver em acidente com Raikkonen, Hamilton precisou fazer uma corrida de recuperação. Apesar de ter caído para as últimas posições, ele não teve dificuldades para voltar à zona de pontuação.

Já Vettel conseguiu manter um ritmo e uma distância relativamente confortável para Bottas até a primeira metade da prova. Na parte final, o alemão perdeu a posição para Bottas, que tinha feito uma parada a menos para troca de pneus. Porém, nas últimas voltas, Vettel retomou a liderança.

A 11ª etapa da temporada vai acontecer no dia 22 de julho. O primeiro treino livre do GP da Alemanha será na sexta-feira, dia 20, às 6h (horário de Brasília). Já a corrida terá início no domingo, às 10h10.

Veja também

Em carta de renúncia, Milton Bivar fala em "missão cumprida", dois meses após reeleição
Sport

Em carta de renúncia, Milton Bivar fala em "missão cumprida", dois meses após reeleição

Em depoimento, enfermeiro diz que tinha ordem de não acordar Maradona e desconhecia cardiopatias
Investigação

Em depoimento, enfermeiro diz que tinha ordem de não acordar Maradona e desconhecia cardiopatias