Vítor comemora retorno ao time, mas evita falar de renovação

Lateral voltou aos gramados após um longo período no banco de reservas

Deputado federal Augusto Coutinho (SD-PE) será o líder de seu partido em 2019Deputado federal Augusto Coutinho (SD-PE) será o líder de seu partido em 2019 - Foto: Divulgação

Após mais de três meses sem jogar, o lateral-direito Vítor voltou a ganhar uma chance no Santa Cruz. Foi na rodada passada, diante do Internacional, no Beira-Rio. Embora o Tricolor tenha ficado apenas no empate em 1x1, amargando a lanterna da Série A do Campeonato Brasileiro, o jogador teve sua atuação elogiada e acabou contribuindo diretamente com o gol coral da partida, com uma assistência para Léo Moura. Um rendimento que trouxe de volta o sorriso no rosto do atleta após um trimestre no ostracismo.

“O primeiro semestre foi ótimo. Fomos campeões, pude jogar...mas no segundo fiquei três meses sem jogar. Foi péssimo. Voltei no jogo passado e fui bem. Vou continuar trabalhando no restante da competição para ajudar o time”, afirmou o atleta.

O assunto “renovação” vira e mexe tem sido destacado no Arruda. Assim como os demais jogadores do elenco, Vítor preferiu não entrar em detalhes sobre o assunto, apontando que seu foco está totalmente voltado para a reta final do Brasileirão.
“Quando o campeonato acabar as coisas ficarão mais claras. Eles (diretores) vão definir quem vai permanecer e aqueles que vão seguir outro caminho. Se eles quiserem que eu permaneça, vamos sentar e conversar”, completou. “Estou encarado os jogos como decisões. O objetivo é sair lá de baixo e passar o América/MG (vice-lanterna)”, declarou.

Em crise nos gramados e nos cofres, com atraso de salários para funcionários e jogadores, o Santa Cruz voltou a pedir o apoio da torcida nas arquibancadas do clube. Para Vítor, apesar de a grande maioria estar inconformada com o atual rendimento do time, toda presença é válida no Arruda.

“A torcida sempre foi um fator importante, ajudando muito no ano passado, com o acesso, e esse ano, no Pernambucano e na Copa do Nordeste. Por conta dos resultados negativos, eles deixaram de acreditar. Os que vieram, fizeram a parte deles, mas infelizmente não ganhamos. Agora tem essa campanha de ‘ir pelo amor ao clube’. Eles (torcedores) sabem que, do lado de cá, têm homens tristes pela situação, mas que em nenhum momento se acovardaram ou deixaram de jogar. Espero que venham ao Arruda, mesmo que seja para criticar”, concluiu.

Veja também

F1 estreia em 2020 disposta a ressignificar padrões
Automobilismo

F1 estreia em 2020 disposta a ressignificar padrões

Leeds de Bielsa está cada vez mais perto de voltar a disputar a Premier League
Futebol

Leeds de Bielsa está cada vez mais perto de voltar a disputar a Premier League