Vítor deixa o Santa Cruz após quatro temporadas

Lateral-direito de 36 anos era o jogador mais antigo do elenco, mas o Santa não conseguiu renovar o seu contrato para 2019 por pendências financeiras e salário acima do patamar do clube

Lateral-direito Vítor foi o capitão do Santa Cruz na temporada 2018Lateral-direito Vítor foi o capitão do Santa Cruz na temporada 2018 - Foto: Rodrigo Baltar/Santa Cruz

Depois de Carlinhos Paraíba, o lateral-direito Vítor deixou o Santa Cruz. O experiente jogador, de 36 anos de idade, foi anunciado oficialmente como novo reforço do Goiânia/GO, que disputa a Primeira Divisão do Campeonato Goiano. A diretoria de futebol tricolor tinha o interesse de renovar o contrato do veterano, mas as pendências financeiras e o salário acima do patamar do clube inviabilizaram a negociação. O gerente remunerado Luciano Sorriso, inclusive, havia dito que o camisa 2 ainda fazia parte dos planos, contudo a permanência ficou inviável.

Leia também: 

Santa descarta renovação com Paraíba, mas negocia com Vitor 

Danny Morais pede renovação de Vítor por referência para base 

Zagueiro e lateral saem do Santa; Vítor e Paraíba estão nos planos 

O terceiro capítulo da novela Vitor no Santa Cruz 

As conversas entre a direção do Santa e o empresário de Vítor, Gilson Marcos, se arrastaram. Segundo informações apuradas pela reportagem da Folha de Pernambuco, o desfecho esteve perto de ser feliz, mas a questão financeira impediu o acerto. O clube queria estender o vínculo contratual do lateral-direito até o fim de 2019.

Santa Cruz e Vítor têm uma relação antiga. Desde 2015 no Arruda, o lateral-direito é uma figura que marcou história no clube e era o jogador há mais tempo na casa. Pelo terceiro ano seguido, o seu futuro virou novela e demorou para ser definido. O jogador encerrou a sua longa passagem no Tricolor com 108 partidas. Na temporada 2018, jogou 28 vezes, marcou dois gols e foi capitão da equipe. De 2015 para cá, conquistou o acesso para a Série A, um título do Campeonato Pernambucano e da Copa do Nordeste, mas também acumulou dois rebaixamentos seguidos.

Veja também

Kevyn testa positivo para Covid-19 e desfalca Náutico
Futebol

Kevyn testa positivo para Covid-19 e desfalca Náutico

Casagrande critica omissão da CBF e Bolsonaro: 'Governo da morte, não da vida'
Opinião

Casagrande critica omissão da CBF e Bolsonaro: 'Governo da morte, não da vida'