MANIPULAÇÃO de jogos

Vitor Mendes confessa participação no esquema de apostas e fecha acordo com o MP

Zagueiro que cometeu as infrações quando jogava pelo Juventude e hoje está no Fluminense aparece em troca de mensagens com apostadores

No ano passado, Vitor Mendes recebeu dois cartões amarelos quando jogava pelo Juventude em troca de pagamento da máfia das apostas No ano passado, Vitor Mendes recebeu dois cartões amarelos quando jogava pelo Juventude em troca de pagamento da máfia das apostas  - Foto: Reprodução/Instagram

A Operação Penalidade Máxima, deflagrada pelo Ministério Público de Goiás, que investiga a manipulação de jogos de futebol para gerar lucros em apostas esportivas tem mais uma testemunha no processo. É o zagueiro Vitor Mendes, hoje afastado pelo Fluminense e ex-Juventude, que confessou a participação no esquema e se tornou o 9º jogador a fechar acordo com o MPGO.

Vitor Mendes aparece em conversas com os apostadores indicando uma relação próxima com o grupo. Em um áudio enviado por Bruno Lopez, apontado como o chefe da quadrilha pelo MPGO, a seus comparsas, ele afirma: "Ele é jogador nosso". Ele recebeu valores em duas oportunidades para receber cartões amarelos em jogos do Juventude no Brasileirão de 2022, e se ofereceu para tomar um terceiro cartão, mas os apostadores optaram por não usá-lo. Além disso, ele também prometeu "arrumar mais dois" atletas para o esquema.

Ele também deve ser sentenciado a pagar uma multa com a soma das quantias que recebeu ilicitamente, a exemplo do que aconteceu com os outros jogadores. Na próxima sexta-feira (16), Vitor Mendes irá depor ao MPGO e assinar os termos do acordo.

Líder dos apostadores, Bruno Lopez conversa com Vitor Mendes: 'Você já é meu' Líder dos apostadores, Bruno Lopez conversa com Vitor Mendes: 'Você já é meu'  (Foto: Reprodução)
Comprovante de pagamento de R$ 35 mil para Vitor Mendes, cooptado pela máfia das apostasComprovante de pagamento de R$ 35 mil para Vitor Mendes, cooptado pela máfia das apostas (Foto: Reprodução)

O zagueiro se junta agora a lista de outros oito jogadores que firmaram acordo de não-persecução penal e passaram a ser testemunhas da operação. São eles: Kevin Lomónaco, do Bragantino; Moraes, do Juventude; Nikolas Farias, do Novo Hamburgo e Jarro Pedroso, hoje no Inter de Santa Maria; Nino Paraíba, ex-América-MG; Diego Porfírio, ex-Goiás e atualmente no Guarani; Bryan Garcia, demitido pelo Athletico; e Sávio, ex-Goiás e hoje no Rio Ave, de Portugal.

Veja também

Copa América: EUA estreia com vitória tranquila sobre a Bolívia
Copa América

Copa América: EUA estreia com vitória tranquila sobre a Bolívia

Palmeiras vence 5ª seguida com brilho de Estêvão, contra o Juventude
Campeonato Brasileiro

Palmeiras vence 5ª seguida com brilho de Estêvão, contra o Juventude

Newsletter