Esportes

Vitória de novato leva Brasil à 2ª fase da Copa Davis

João Pedro Sorgi, 365º do ranking mundial em simples, bateu o dominicano Roberto Cid, 468º colocado

Sorgi joga a primeira Copa Davis de sua carreiraSorgi joga a primeira Copa Davis de sua carreira - Foto: Facebook/Copa Davis

O tenista João Pedro Sorgi, 24, que joga a primeira Copa Davis de sua carreira, foi o responsável por classificar o Brasil para a segunda fase do zonal americano, após vitória por 2 a 1, de virada, contra atleta da República Dominicana, com parciais de 6-7 (8-10), 6-1 e 6-4, em partida na madrugada deste domingo (4).

Sorgi, 365º do ranking mundial em simples, precisava derrotar o dominicano Roberto Cid, 468º colocado, para garantir a presença do time brasileiro na próxima fase, em que enfrentará a Colômbia.

O tenista vinha de uma derrota, por 2 sets a 1, contra o dominicano José Hernandes, em partida que abriu a participação brasileira na competição. Depois disso, o país conseguiu se recuperar, com vitórias de Thiago Monteiro, também contra Roberto Cid, e da dupla Marcelo Melo e Marcelo Demoliner, que venceu os dominicanos Nick Hardt e José Olivares.

Uma derrota de Monteiro para Hernandez neste sábado (3), no entanto, deixou o país em situação delicada. Caso Sorgi perdesse o último duelo, a equipe seria eliminada já na primeira fase, diante um adversário mais fraco.

"Sem palavras para descrever tudo o que aconteceu essa semana, muita emoção. Tudo isso foi consequência de uma união muito forte da equipe, me senti muito acolhido aqui. Essa não é uma vitória só minha, quero agradecer também ao meu treinador, o Christian Kodazs, meu psicólogo Aparício Menezes, minha família, todo mundo que torce e manda essa energia", disse Sorgi após a partida. "Estou muito emocionado e feliz por dar a vitória ao país e representar essa equipe, que é muito unida."

Sorgi, ao lado de Thiago Wild (621º do ranking), 17, é um dos novatos do Brasil na competição. Os dois integraram a equipe às pressas, após uma série de baixas no time nacional.

Rogério Dutra Silva, o Rogerinho (101º), Guilherme Clezar (220º) e João Souza, o Feijão (241º), optaram por priorizar seus calendários de torneios no saibro e pediram dispensa da convocação.

Thomaz Bellucci (107º) foi liberado de suspensão por doping na última quarta-feira (31), mas o capitão João Zwetsch avaliou que ele chegaria sem ritmo de jogo por estar seis meses inativo.

Veja também

Bruninho admite que seleção masculina de vôlei não é favorita ao ouro em Paris-2024
Olimpíadas

Bruninho admite que seleção masculina de vôlei não é favorita ao ouro em Paris-2024

Trio brasileiro do atletismo consegue liminar para participar da abertura da Olimpíada
Olimpíadas

Trio brasileiro do atletismo consegue liminar para participar da abertura da Olimpíada

Newsletter