Web reage à eliminação brasileira na Copa do Mundo

Muitos torcedores lembraram que a bandeira da Bélgica tem as mesmas cores da Alemanha, algoz em 2014

Reações dos internautas após eliminação na CopaReações dos internautas após eliminação na Copa - Foto: Reprodução/Twitter

O Hexa ficou para depois. A derrota do Brasil por 2x1 para a Bélgica, nas quartas de final da Copa do Mundo 2018, movimentou as redes sociais e, claro, os brasileiros demonstraram toda a revolta por conta do adeus precoce na competição. O volante Fernandinho foi escolhido como maior culpado do fracasso, mas também sobraram críticas para Neymar, Tite e para o árbitro de vídeo.

“Gabriel Jesus rendendo pouquíssimo, assim como foi Fred há quatro anos. Começo a questionar a pertinência dessas críticas ao considerar que, pela segunda Copa seguida, o Brasil joga com um camisa 10 inteiramente dedicado a fazer o camisa 9 morrer de inanição”, citou um torcedor, criticando o esforço dos centroavantes para ajudar o craque do Brasil.

Eliminados pelo Brasil na oitavas de final, os mexicanos lembraram também que todas as seleções que tiraram o México nas oitavas de final, desde 1994, não terminaram como campeões da Copa. “E agora, quem vai para casa?”, publicou o meia Guardado em uma rede social. Uma indireta para Neymar, após o camisa 10 dizer anteriormente que “os mexicanos falaram demais, mas foram eliminados”.

Leia também:
Fernandinho, como no 7x1, repete falhas pelo Brasil em Copas
Brasil fica a um Mundial de igualar maior jejum em Copas

A ausência de Casemiro e, respectivamente, a entrada de Fernandinho no meio-campo também não foram esquecidas. O substituto do camisa 5 marcou um gol contra e teve uma atuação terrível. “A eliminação do Brasil começou quando Casemiro recebeu o cartão amarelo contra o México”. Sobrou até para a numeração das camisas. “Tinha que ser 17? Esses 1 e 7 dão azar”, citando a goleada de 7x1 sofrida contra os alemães, no último mundial. Por falar no tetracampeão, um internauta trouxe uma observação: “as cores da bandeira de Alemanha e Bélgica são iguais”. O árbitro de vídeo foi outro ponto citado pelos brasileiros, por conta dos lances de pênalti pedidos e não marcados.

Nem mesmo o técnico Tite escapou da cobrança pelo sonho interrompido. “Eliminação com nome e sobrenome. Do bruxismo, do time sem meio, da insistência em Gabriel Jesus. De Douglas Costa no banco. Da ‘consistência da carreira’ que deixou o melhor da América (Luan) e o substituto de Iniesta (Arthur) fora da Copa. Eliminação que tem nome e sobrenome: Tite”, desabafou um torcedor.

Até mesmo o “amuleto do Brasil” lamentou a eliminação. O russo Yuri Torsky, o “psicopata do hexa” que ficou famoso ao aparecer com uma bandeira do Brasil no jogo passado, disse “sentir muito” pela desclassificação. A mãe de Neymar adotou o discurso religioso. "Obrigada, meu Deus. Foi feito a tua vontade, e não sabemos os teus planos, mas agradeço por tudo", escreveu.

Veja também

Triênio e remuneração dos gestores: Conselho do Náutico propõe mudanças no Estatuto
Futebol

Triênio e remuneração dos gestores: Conselho do Náutico propõe mudanças no Estatuto

Louzer explica opção por três zagueiros contra o Grêmio
Futebol

Louzer explica opção por três zagueiros contra o Grêmio