Wenger não descarta comandar a seleção inglesa

A Federação Inglesa escolheu como interino Gareth Southgate, que era técnico da Sub-21. Ele deve permanecer no posto até o fim do ano

A Promessa A Promessa  - Foto: Divulgação

O francês Arsène Wenger, que já completa vinte anos à frente do Arsenal, afirmou nesta sexta-feira que não descarta ocupar um dia o cargo de técnico da seleção inglesa, que está vago desde a saída polêmica de Sam Allardyce no início da semana.

"Minha prioridade é dar meu melhor aqui (no Arsenal). Mas se um dia eu estiver livre, por que não?", indagou o técnico de 66 anos, que tem contrato com o clube londrino até o fim da temporada.

Na terça-feira, Allardyce deixou o cargo após ter sido flagra em câmera escondida explicando a jornalistas que se fizeram passar por investidores como burlar as regulações sobre transferências.

A Federação Inglesa escolheu como interino Gareth Southgate, que era técnico da Sub-21. Ele deve permanecer no posto até o fim do ano, ou eventualmente o final da temporada europeia (em junho).

O nome de Wenger vem circulando na imprensa local, mas o francês fez questão de lembrar na quarta-feira que pretende honrar seu contrato com o Arsenal, permanecendo "até o final da temporada". Em duas décadas à frente dos 'Gunners', Wenger conquistou três títulos da Premier League e foi seis vezes campeão da Copa da Inglaterra.

Veja também

Santa anuncia renovação de contrato do artilheiro Pipico
FUTEBOL

Santa anuncia renovação de contrato do artilheiro Pipico

Tite convoca Allan e aguarda melhora de Neymar e Alex Telles
Seleção Brasileira

Tite convoca Allan e aguarda melhora de Neymar e Alex Telles