Willian descarta marcação individual em Nicolas, do Paysandu

Lateral-esquerdo também pregou que o Timbu não ficará apenas se defendendo no Mangueirão, no jogo de ida das quartas de final da Série C

Willian Simões, lateral do NáuticoWillian Simões, lateral do Náutico - Foto: Léo Lemos/Náutico

Para eliminar o Paysandu nas quartas de final da Série C 2019 e conseguir o acesso à Série B do ano que vem, o Náutico pretende manter a característica de jogo que rendeu ao clube a liderança do Grupo A da primeira fase. E isso passa por dois pontos. Primeiro, a equipe não pretende alterar seu modelo de marcação. Nem mesmo diante do artilheiro do time paraense na temporada, o atacante Nicolas, autor de oito gols em 33 jogos.

"Todo time que enfrentamos tem um jogador que se destaca. Não fazemos marcação individual. Temos um padrão de jogo e vamos ter atenção nele", afirmou o lateral-esquerdo Willian Simões. Mesmo com a vantagem de decidir o segundo jogo do mata-mata em casa, o Náutico não vai entrar no Mangueirão, domingo (1°), apenas para se defender.

"Em todo os jogos fora de casa, nós procuramos agredir o adversário também. É um ponto forte. Somos rápidos na frente e não ficaremos apenas nos defendendo. Será um jogo de 180 minutos e quem estiver melhor concentrado vai vencer. Já joguei lá no Paysandu e sei que será complicado. O clube tem uma camisa forte e uma torcida que empurra a todo momento", apontou.

Assista ao confronto entre Paysandu e Náutico pela DAZN.

Leia também:
Náutico tem boas memórias do Pará para se inspirar
Náutico inicia venda de ingressos para jogo contra o Paysandu

Veja também

Barça confirma, e Suárez é o novo reforço do Atlético de Madrid
Futebol Internacional

Barça confirma, e Suárez é o novo reforço do Atlético de Madrid

Hereda analisa chance de volta parcial da torcida nos estádios
Futebol

Hereda analisa chance de volta parcial da torcida nos estádios