A-A+

Yane Marques busca conciliar rotina de mãe com o trabalho

Com o nascimento da sua primeira filha podendo acontecer a qualquer momento, a secretária executiva de esportes da Prefeitura do Recife destaca que a expectativa é que a filha se adapte rápido e projeta novos trabalhos na pasta em 2020

Yane é a única latinoamerica a conquistar medalha olímpicaYane é a única latinoamerica a conquistar medalha olímpica - Foto: Divulgação/UIPM

Com Maya cada vez mais próxima de chegar, a ex-pentatleta e Secretária Executiva de Esportes da Prefeitura do Recife, Yane Marques está na expectativa para o nascimento da sua primeira filha. Mesmo com o nascimento cada vez mais perto, a ex-atleta já pensa em como conciliar o trabalho com a rotina da filha, para continuar no desenvolvimento do seu trabalho na gestão municipal.

Apesar dos meses de licença maternidade garantidos por lei, Yane já planeja ter uma atuação em que concilie o amor de mãe e o amor pelo esporte. “Eu pretendo já com dois meses após o parto voltar ao trabalho desenvolvendo o esporte na cidade, mas tudo vai depender da adaptação de Maya, da amamentação, mas eu espero conciliar os dois”, disse.

Leia também:
[Vídeo] Yane Marques revela bastidores do Pan de Lima
Yane Marques: a nova face de uma campeã


Yane destaca que para o seu parto, ela irá optar pelo normal, e destaca que tem uma grande expectativa para o momento da chegada da filha. “Eu não treinei muito pra isso, dá um medo normal da novidade. Vi pessoas que contaram muito sobre isso de que demora, de que vai ser rápido, mas minha estratégia é ouvir as pessoas que eu quero, estou tranquila e ao mesmo tempo nervosa, fazendo pilates, treinando como tenho que treinar, me alimentando de forma correta”, destacou.

Com a chegada da filha, a secretária irá precisar se afastar das suas funções na pasta, porém destaca que o trabalho que está sendo feito será intensificado no próximo ano. Yane aponta ainda que atualmente os programas da secretária estão dando bons resultados. “Nossas ações são pensadas, humanamente e apaixonadas, com a intenção de fazer o esporte cada vez mais inclusivo. Todos os programas estão melhorando, mas o que mais me enche os olhos é o investimento do esporte na escola”, afirmou.

De acordo com a secretaria, os Programas de Esportes nas Escolas envolvem programas como Festivais esportivos nas seis Regiões Político Administrativas (RPAs) da cidade, Jogos Escolares, Esporte é Fundamental e Bolsa Atleta. “Os Jogos estão recebendo um aporte financeiro por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, este ano foi feita uma parceria com duas empresas, que ajudam no orçamento. Ganhamos também o Bolsa Atleta que dá suporte a 86 estudantes”, contou Yane.

Para 2020, Yane espera dar continuidade ao trabalho conciliando com a atenção à Maya, e implantar novos trabalhos. Entre eles, estão o programa Reeducando, que visa levar atividades físicas e esportivas para pessoas em estado de reclusão; o Movimenta Recife, para levar dança aos principais terminais integrados de transporte público; o Mãe Coruja - 1ª Infância, para atender mulheres grávidas ou após o período de gestação; implantar a Lei de Incentivo ao Esporte Municipal, que está em processo de aprovação no Executivo.

Veja também

Flamengo tem pênalti nos acréscimos e empata com Athletico-PR na Copa do Brasil
Futebol

Flamengo tem pênalti nos acréscimos e empata com Athletico-PR na Copa do Brasil

Atlético-MG atropela o Fortaleza e se aproxima da final da Copa do Brasil
Futebol

Atlético-MG atropela o Fortaleza e se aproxima da final da Copa do Brasil