Zion Williamson fará estreia na NBA nesta quarta

Primeira escolha do Draft de 2019, o ala se machucou na partida de pré-temporada e teve que passar por cirurgia

Zion Williamson, jovem promessa do New Orleans PelicansZion Williamson, jovem promessa do New Orleans Pelicans - Foto: Darren Carroll / NBAE / Getty Images / AFP

Acompanhado desde o ensino médio, comparado a LeBron James e considerado um talento geracional, Zion Williamson fará sua estreia na NBA nesta quarta-feira (22), às 23h30, com transmissão da ESPN. A primeira escolha do draft de 2019 já deveria ter entrado em quadra pelo New Orleans Pelicans, no entanto uma lesão no menisco do joelho direito fez o jogador fazer uma artroscopia, complicando o início da carreira do jogador na maior liga de basquete do mundo. Dessa forma, os comandados de Alvin Gentry entrarão em quadra buscando a vitória diante do San Antonio Spurs, no Smoothie King Center.

Williamson se machucou exatamente em uma partida contra o San Antonio Spurs, ainda na pré-temporada. A primeira estimativa de retorno do ala era a rodada de Natal, em 25 de dezembro. O Pelicans, no entanto, preferiu aguardar um pouco mais para que o ala estivesse 100% preparado para a aguardada estreia na NBA.

Mesmo aos 19 anos, essa não foi a primeira lesão do jogador. No jogo mais aguardado da temporada da NCAA (basquete universitário), em fevereiro de 2019, o tênis de Zion Williamson rasgou e ele foi substituído ainda no primeiro minuto da partida. O jogo teve grande expectativa nos Estados Unidos, foi transmitido em rede nacional e contou até com o ex-presidente Barak Obama entre os presentes no ginásio. A contusão no joelho esquerdo não foi grave, mas chamou atenção sobre a possibilidade de situações como esta voltarem a prejudicar o jogador de 1,98m e 129 kg.

Zion é conhecido pela sua explosão nos contra-ataques, grande impulsão e incríveis enterradas. Ele, porém, ganhou 45 kg em dois anos e fez surgir o medo de seu corpo não suportar, tornando-o em um novo Greg Oden. Primeira escolha do Draft de 2007, Oden sofreu com constantes lesões e nunca demonstrou o basquete aguardado por todos. Por conta dos problemas, acabou pendurando as basqueteiras muito antes do esperado.

Assim como Zion, Greg Oden tinha características de explosão, dominância do garrafão e potencial defensivo enormes. Outra coincidência entre os dois são as segundas escolhas dos respectivos Drafts. Em 2007, o pivô ficou na frente de ninguém menos que Kevin Durant. A história do ala todos já conhecem: bicampeão da NBA, MVP de temporada regular e de final, cestinha de temporada, entre outros feitos notáveis. Já em 2019, Ja Morant foi o escolhido atrás de Zion. O armador, no entanto, está fazendo uma temporada sensacional e fez do questionado Memphis Grizzlies um potencial candidato a uma vaga de playoffs na Conferência Oeste. A equipe de Tennessee, inclusive, é uma das mais “quentes” nas últimas partidas, com oito vitórias e duas derrotas nos últimos 10 jogos.

Porém, nem só de pessimismo vive o ala. O Pelicans atravessa uma boa fase na temporada e, se Williamson voltar jogando tão bem quanto estava na pré-temporada, a equipe de Alvin Gentry tem grandes chances de conseguir uma vaga nos playoffs. Vale ressaltar que o treinador teve que lidar com diversas lesões no elenco, e agora com todos à disposição, fica cada vez mais evidente que há um núcleo que pode elevar o nível de jogo do New Orleans.

Leia também:
Nova sensação da NBA, Luka Doncic lidera Mavericks
Williamson surge como opção para EUA na falta de Lebron
Harden se aproxima de marcas de Jordan e 'assombra' a NBA
Gigante de 2,24 m vira 'cara mais legal da NBA' e ganha chance no cinema


Acreditando que Zion Williamson poderia ter um impacto imediato na NBA, o gerente-geral dos Pelicans, Trajan Langdon, decidiu montar uma equipe que mescla jovens e experientes. Esses jogadores mais rodados (Jrue Holiday, Derrick favors e JJ Redick), inclusive, estiveram em conversas sobre possíveis trocas até a trade deadline, já que o início de temporada do New Orleans não foi bom e Zion ainda não tinha previsão de volta. A franquia, porém, demonstrou um ótimo poder de reação, embalada pelas ótimas atuações de Lonzo Ball e, principalmente, de Brandon Ingram, se aproximando do pelotão que briga pelas duas últimas vagas dos playoffs da NBA. Ingram, inclusive, está cotado para o All-Star Game e pode ser o principal companheiro para o futuro de Williamson nos Pelicans.

Assim, Zion fará sua estreia da NBA novamente recheado de holofotes e diante de um San Antonio Spurs que também se organizou após começar a utilizar Demar Derozan de ala de força. Com pouca diferença do oitavo ao décimo segundo da Conferência Oeste e metade da temporada jogada, é possível afirmar que esse será um confronto direto pela vaga de playoffs.

Veja também

Contra o rebaixado Oeste, Náutico busca três pontos para seguir vivo na Segundona
Série B

Contra o rebaixado Oeste, Náutico busca três pontos para seguir vivo na Segundona

Sem vencer fora há mais de três meses, Sport também vive jejum contra Corinthians
Sport

Sem vencer fora há mais de três meses, Sport também vive jejum contra Corinthians