Epidemia

Em menos de um mês, Pernambuco chega a 65 mortes por influenza; total de casos passa de 8,3 mil

Campanha Nacional de Vacinação contra a InfluenzaCampanha Nacional de Vacinação contra a Influenza - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) confirmou, nesta terça-feira (11), mais 27 mortes em decorrência da influenza no Estado. Com a atualização, são, ao todo, 65 óbitos por gripe notificados laboratorialmente em menos de um mês - a primeira morte ocorreu em 19 de dezembro passado.

Das 65 mortes, detalha a SES-PE, 22 foram de homens e 43, de mulheres. Além disso, 64 foram confirmados para influenza A H3N2 e em uma amostra não foi possível identificar a cepa do vírus (subtipada).

O balanço da Saúde também atualizou os dados de casos registrados de forma oficial. Agora, Pernambuco acumula 8.337 casos de influenza A desde dezembro - sendo 1.945 amostras positivas apenas nessa nova rodada de análises feita pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE).

Dos 8.337 casos informados oficialmente, 8.245 são de influenza A H3N2 e 92 influenza A não subtipada. 

Até o momento, 799 casos, equivalente a 9,6% do total, apresentaram quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), sendo 790 do subtipo H3N2 e 9 casos não subtipados.

Mortes
Os 65 pacientes infectados pela influenza que morreram eram residentes do Recife (34), Palmares (3), Ipojuca (2), Jaboatão dos Guararapes (5), São Lourenço da Mata (2), Escada (1), Goiana (1), Olinda (3), Sirinhaém (1), Timbaúba (1), Tracunhaém (1), Abreu e Lima (1), Condado (2), São Vicente Ferrer (1), Catende (1), Camaragibe (2), Aliança (1), Igarassu (1), Cabo de Santo Agostinho (1) e Moreno (1). 

As idades dos pacientes variam entre 1 ano e 98 anos. As faixas etárias são: 1 a 9 (1), 10 a 19 (3), 20 a 29 (1), 30 a 39 (4), 40 a 49 (3), 50 a 59 (9) e 60 e mais (44). 

Os pacientes apresentavam comorbidades e possuíam fatores de risco para complicação por influenza, como diabetes, doença cardiovascular, doença renal crônica, hipertensão arterial e sobrepeso.

Veja também

Marcha para Jesus reúne milhares no centro do Rio de Janeiro
Religião

Marcha para Jesus reúne milhares no centro do Rio de Janeiro

MEC altera prazo para confirmação de informações do Prouni
Educação

MEC altera prazo para confirmação de informações do Prouni