Na contagem regressiva

'Meu foco é 100% tirar ela de lá', conta influencer que mobilizou resgate da sogra na Ucrânia

Anderson Dias conseguiu um avião para resgatar a sogra ucraniana e outras 13 pessoas após guerra contra Rússia estourar no país

Anderson Dias, influenciador  196 viagensAnderson Dias, influenciador 196 viagens - Foto: Reprodução/Instagram

Em meio ao caos que se instalou no mundo após o início da invasão russa à Ucrânia, na última quarta-feira (23), começou também a contagem regressiva de centenas de pessoas para tirar civis do centro do conflito. Foi o caso do influenciador nordestino Anderson Dias, 28, dono do perfil 196 sonhos. O baiano que cresceu em Caruaru, Agreste de Pernambuco, mobilizou amigos e até desconhecidos para tentar tirar a sogra, Tetiana Sukhoparova, de 52 anos, do país ucraniano.

Aproveitando positivamente a influência que tem na Internet, o rapaz conseguiu um avião para levar a mãe da namorada, Alesya Sukhoparova, 28, e outras 13 pessoas para fora da zona de conflito. "Eu comecei a falar com Deus e o mundo, mais de 100 ligações que eu fiz num dia, para poder tirar ela de lá", contou Dias em entrevista à Folha de Pernambuco. 

“Eu estou muito angustiado. A gente sabe que tudo pode acontecer quando a gente fala de guerra. Apesar de ter visitado todos os países do mundo, ter passado por país em guerra, é a primeira vez que eu estou do lado de uma pessoa que o país dela está em guerra. Alesya está muito angustiada, preocupada. Então, sem dúvida nenhuma é uma situação muito dolorosa”, desabafou à reportagem.

Anderson Dias e namorada Alesya SukhoparovaEscreva a legenda aqui

Pensamento estratégico e ação

Para montar a operação de resgate, Anderson conta que a ajuda do empresário Leonardo Freitas, especialista em imigração, foi essencial, assim como o jogador de futebol Lucas Rangel. O empreendedor cedeu a aeronave particular enquanto o atleta foi o responsável por buscar Tetiana na cidade de Kremenchuk e seguir com ela para a Polônia, local onde sairá o voo conseguido pelo influenciador.  

“Eu falei: ‘Esse avião não vai pousar na Ucrânia porque o espaço aéreo do país está fechado, ele vai pousar na Polônia. Então vocês precisam ir lá pegar minha sogra e chegar até lá’”, contou Anderson. 

Pelos stories sogra acalma Anderson e namoradaEscreva a legenda aqui

Um longo caminho pela frente 
Apesar dos esforços, a peregrinação, como Anderson chama a jornada para sair da Ucrânia conta com alguns obstáculos.  Ele conta que na tentativa de cruzar a fronteira, a sogra e seu grupo têm enfrentado engarrafamentos quilométricos, assim como a venda de gasolina e comida limitadas. "Eles estão se revezando para dirigir para poder não pararem, mas até agora não chegaram", disse. 

Além disso, para se manter em segurança Tetiana precisou deixar o namorado ucraniano — que não pode sair do país por conta da guerra — e seu gato para trás. A burocracia da entrada de pets entre países impediu que a mulher pudesse levar o bichano consigo. O animal segue sob os cuidados do parceiro, que permanece na Ucrânia. “Ela é uma mulher muito forte, muito tranquila, com uma energia boa”. 

Para Anderson manter a calma e pensar estrategicamente foi decisivo para que as coisas dessem certo. "Eu tentei pensar de forma estratégica. Meu foco é 100% tirar ela de lá. O problema a gente já tem, mas a solução é tirar ela".

O avião que levará as 14 pessoas para fora da área de risco está em Portugal e só deve seguir para a Polônia quando o grupo conseguir atravessar a fronteira entre o país e a Ucrânia

Redes Sociais 
Em suas redes sociais, Dias vem compartilhando com seus mais de 1,3 milhão de seguidores os esforços para tirar a sogra da Ucrânia. Ele conta que muita gente mostrou empatia pela situação e também pediu ajuda. “Eu queria ter dinheiro o suficiente para mandar uns três quatro aviões para lá, mas infelizmente isso não é possível. Usei um pouco da influência que eu tinha para tentar mobilizar quem precisava”, desabafou.

Veja também

Corpo do jornalista britânico Dom Phillips é velado em Niterói
Caso Dom e Bruno

Corpo de Dom Phillips é velado em Niterói; viúva do jornalista agradece apoio e solidariedade

Dia Nacional do Diabetes: pacientes buscam qualidade de vida
saúde

Dia Nacional do Diabetes: pacientes buscam qualidade de vida