Coronavírus

Com 3.195 casos da Covid-19 em 24h, Pernambuco registra recorde desde o início da pandemia

Teste de coronavírusTeste de coronavírus - Foto: Sajjad Hussain/AFP

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), nesta quinta-feira (13), Pernambuco registrou, nas últimas 24 horas, 3.195 novos casos da Covid-19. É o mais alto número de infectados confirmados desde o ínicio da crise sanitária, em março de 2020. 

Entre os casos notificados nesta quinta, 207 (6,5%) são de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 2.988 (93,5%) são leves. Também foram somados mais 79 óbitos, ocorridos entre 7 de dezembro e essa quarta-feira (12).

Das 79 vítimas, 26 (32%) eram residentes no Recife. As demais estão distribuídas pelos municípios de Abreu e Lima (1), Agrestina (2), Aliança (1), Araripina (2), Arcoverde (1), Bom Jardim (2), Cabo de Santo Agostinho (2), Camaragibe (1), Carpina (2), Escada (1), Gameleira (1), Garanhuns (4), Glória do Goitá (1), Goiana (2), Iguaracy (1), Ipojuca (1), Jaboatão dos Guararapes (6), Lagoa do Ouro (1), Lajedo (1), Macaparana (1), Moreno (1), Olinda (2), Paudalho (1), Paulista (1), Petrolina (1), Poção (2), Santa Cruz do Capibaribe (1), São José da Coroa Grande (1), São José do Egito (1), São Lourenço da Mata (1), Sirinhaém (1), Surubim (1), Tamandaré (1), Timbaúba (1) e Vitória de Santo Antão (3). 

Os pacientes (34 femininos e 45 masculinos) tinham idades entre 36 e 99 anos - 30 a 39 (3), 40 a 49 (8), 50 a 59 (12), 60 a 69 (21), 70 a 79 (19), 80 ou mais (16).

Dos 79, 64 tinham doenças preexistentes: doença cardiovascular (38), diabetes (28), obesidade (15), tabagismo/histórico de tabagismo (12), doença respiratória (5), hipertensão (7), doença renal (3), etilismo/histórico de etilismo (2), doença hepática (1), doença vascular (1), doença sistêmica (1) e doença neurológica (1) - um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Um não tinha comorbidades e os demais seguem em investigação.

Agora, Pernambuco soma 434.808 casos oficialmente diagnosticados e notificados de infecção pelo coronavírus Sars-CoV-2. Desse total, 371.416 pessoas se recuperaram, enquanto 14.798 perderam a vida para Covid-19. As demais, que passam de 48.500, estão com a doença em curso no momento (casos ativos). 

Leitos
Mais de duas mil pessoas se encontram internadas em leitos de terapia intensiva (UTI) dedicados à Covid-19 em todo o Estado. Na rede pública, são 1.698 vagas em UTIs para esses pacientes, com ocupação atual em 96%. As enfermarias somam 1.232 leitos, com 84% de ocupação. 

Na rede privada, são 489 vagas em UTIs, com 91% de ocupação no momento. Nas enfermais, são 249 vagas, com 62% de ocupação, nesta quinta. 
 

Total de casos confirmados em 24h em 2021:
3.195 (13 de maio de 2021)
3.074 (6 de maio de 2021)
2.987 (1º de abril de 2021)
2.965 (7 de abril de 2021)
2.884 (8 de abril de 2021)
2.786 (25 de março de 2021) 

Total de casos confirmados em 24h desde o início da pandemia, em março de 2020:
1º) 3.195  (13 de maio de 2021)
2º) 3.074 (6 de maio de 2021)
3º) 2.987 (1º de abril de 2021) 
4º) 2.965 (7 de abril de 2021) 
5º) 2.884 (8 de abril de 2021)
6º) 2.843 (20 de abril de 2021)

 

Veja também

Bolsonaro precisa ser responsabilizado, o povo está perdendo a paciência, diz Raimundo Bonfim
Política

Bolsonaro precisa ser responsabilizado, o povo está perdendo a paciência, diz Raimundo Bonfim

Cirurgiões bucomaxilofaciais entre os mais expostos aos riscos da Covid
riscos da Covid

Cirurgiões bucomaxilofaciais entre os mais expostos