A greve é uma maravilha, diz motorista que compra gasolina clandestina

"Está uma maravilha. Estou adorando a greve", confessa o motorista, antes de emendar: "Os caminhoneiros vão me bater"

Motorista diz que o amigo compra o litro de gasolina por R$ 4,50 e revende por R$ 5. "Sem nota, sem nada"Motorista diz que o amigo compra o litro de gasolina por R$ 4,50 e revende por R$ 5. "Sem nota, sem nada" - Foto: Reprodução/internet

Motorista de aplicativo de celular há quatro meses, o ex-taxista Marcos Vinícius Fernandes, 29, ri sozinho ao dirigir por uma São Paulo sem trânsito nesta terça-feira (29) de manhã. "Está uma maravilha. Estou adorando a greve", confessa, antes de emendar: "Os caminhoneiros vão me bater".

Pudera. Em dois dias (sexta e domingo), trabalhando seis horas em cada, ele ganhou R$ 800. Em geral, faz R$ 1.000 em sete dias com 12 horas de jornada. Nestes dias de pouca oferta, o aplicativo aumenta às vezes mais de duas vezes a tarifa cobrada do passageiro. Fernandes calcula que faturou R$ 1.400 desde sábado retrasado, dia 19, quando começou a greve.

Leia também:
Ato alerta sobre venda clandestina de gás no Recife
Serviços de transporte por aplicativo deverão ser fiscalizados por prefeituras

Encheu o tanque quatro vezes, gastando R$ 600 no total. Onde? "Um amigo sai procurando combustível em Itaquaquecetuba, Guarulhos, São Paulo, pega a fila [do posto], enche o porta-malas de galões e revende pelo mercado paralelo." O motorista diz que o amigo compra o litro de gasolina por R$ 4,50 e revende por R$ 5. "Sem nota, sem nada."

Veja também

Mais um cidadão negro é morto pela polícia nos EUA
Racismo

Mais um cidadão negro é morto pela polícia nos EUA

Homem preso por prender cadela em moto e a arrastar por seis quilômetros recebe liberdade provisória
FOLHA PET

Homem preso por prender cadela em moto e a arrastar por seis quilômetros recebe liberdade provisória