A ouvidoria da mulher recebeu novas denúncias sobre o caso do estupro na UPA

Os detalhes das denúncias não podem ser divulgados pelo sigilo da ouvidoria

Delegacia da Mulher, no bairro de Santo Amaro, no RecifeDelegacia da Mulher, no bairro de Santo Amaro, no Recife - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A Ouvidoria da Mulher recebeu novas denúncias sobre o caso do traumatologista que estuprou uma paciente de 18 anos, na última quarta-feira (21). Os detalhes das denúncias não podem ser divulgados pelo sigilo da ouvidoria. As mulheres que são vítimas de qualquer tipo de violência devem procurar a ouvidoria pelo número 0800-281-8187, que atende 24 horas.

A delegada Ana Elisa Sobreira, da Delegacia da Mulher de Santo Amaro, está à frente das investigações. Além da mulher de 18 anos, outro possível caso de estupro pelo mesmo médico está sendo investigado, ambos estão sob sigilo.

Entenda o caso
Após denúncia de estupro, UPA da Imbiribeira afasta médico
Denúncia de estupro: polícia solicita prontuários e imagens de câmeras de UPA


De acordo com a delegada Gleide Ângelo, do Departamento de Polícia da Mulher, o inquérito foi instaurado na última quinta-feira (22), dia que as investigações começaram.

Entenda o caso
Após cair de uma escada dentro de casa, uma mulher de 18 anos foi à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Imbiribeira, na Zona Sul do Recife, e durante o atendimento afirmou ter sido estuprada por um médico traumatologista. O fato ocorreu na quarta-feira (21). O caso foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia de Prevenção e Repressão aos Crimes Contra Mulher.

Veja também

Pernambuco registra 616 novos casos de Covid-19 e 22 novos óbitos nas últimas 24h
Coronavírus

Pernambuco registra 616 novos casos de Covid-19 e 22 novos óbitos nas últimas 24h

Myanmar tem dia mais sangrento de protestos contra golpe
Golpe de estado

Myanmar tem dia mais sangrento de protestos contra golpe