A vez dos investimentos em P&D de softwares

Em busca de mais competitividade, gastos no segmento aumentaram 65% entre 2010 e 2015

Líder da Oposição na Alepe, Silvio Costa Filho (PRB)Líder da Oposição na Alepe, Silvio Costa Filho (PRB) - Foto: Roberto Soares/Alepe

 

Os investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) de novos softwares chegarão a 24% do orçamento em pesquisa até o final da década (um crescimento de 43% desde 2010). De 2010 a 2015, os gastos aumentaram 65%, de US$ 86 bilhões para US$ 142 bilhões. Segundo a 12ª edição do Global Innovation 1000, estudo elaborado pela Strategy&, consultoria da PwC, as empresas com maior crescimento de receita investiram 25% a mais no orçamento de P&D para novos softwares do que as empresas que tiveram crescimento mais lento. No caminho inverso, o desenvolvimento de novos produtos físicos, que chegavam a 46% dos dispêndios das companhias em 2010, chegou a 41% em 2015 com previsão de cair para 37% em 2020. A explicação para esta mudança deve-se à natural tendência da digitalização dos serviços e produtos, além da necessidade de modelos competitivos. As empresas analisadas no estudo investiram, em conjunto, US$ 679,8 bilhões, uma variação de 0,04% em relação ao ano passado. O grupo analisado - de mil companhias públicas em todo o mundo - foi responsável por 40% do investimento global em P&D no último ano fiscal, encerrado em junho.
Em busca de mais competitividade, gastos no segmento aumentaram 65% entre 2010 e 2015.

Fábrica da Ericsson pode fechar
“A Suécia fechou fábricas e não tem mais produção. Depois que perderam três mil empregos, por que o sueco vai se preocupar com 1,5 mil empregos no Brasil? Acho muito difícil convencer a manter a fábrica no País e não demitir nossos 1,5 mil. Me apoio na Lei de Informática para continuar defendendo essa manutenção, mas sem ela, será difícil defender”. A afirmação foi de Sérgio Quiroga, presidente da Ericsson para a América Latina e Caribe, sobre a possibilidade de o País perder a disputa na OMC em relação à Lei de Informática já no ano que vem.

LEI DA INFORMÁTICA > O risco de extinção de benefícios fiscais da Lei de Informática pode representar o fim da manufatura no País. Esse é o pensamento de boa parte dos gestores das fabricantes de equipamentos de telecomunicações que operam no Brasil. A lei, que dá incentivos à produção local de equipamentos eletrônicos de telecomunicações em troca de investimentos em pesquisa e desenvolvimento (P&D), vem sendo questionada na Organização Mundial do Comércio (OMC).

INCENTIVO AMEAÇADO >
Além dos questionamentos levantados pela Organização, existem indicações para a revisão desse tipo de incentivo pelo governo Michel Temer. Muitos executivos da área de TI levantam a necessidade da elaboração de uma política industrial para telecom no Brasil. Sem ela, “não vale o risco”, avaliam.

SÉRIES > A Netflix ganhou 3,57 milhões de usuários no terceiro trimestre de 2016. Com isso, a empresa atingiu os 86,74 milhões de usuários, resultado 50% acima da expectativa.

NOVA CAMPANHA > Para a alegria dos fãs de um dos games mais famosos do planeta , a turma do Super Mario está de volta aos restaurantes McDonald’s. Mario, Luigi, Princesa Peach, Yoshi e companhia protagonizam a nova campanha do McLanche Feliz, que estreia no dia 2 de novembro em todo o País.

FACEBOOK > “Vamos começar a permitir mais conteúdos que as pessoas avaliem ter um valor informativo, sejam significativos ou importantes para o interesse geral” (Comunicado dos vice-presidentes do Facebook, Joel Kaplan e Justin Osofsky).

 

Veja também

Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por Covid-19
Coronavírus

Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por Covid-19

Pernambuco registra 157 novos casos e 10 óbitos nas últimas 24h
Coronavírus

Pernambuco registra 157 novos casos e 10 óbitos nas últimas 24h