Abel em lágrimas pela homenagem na Ilha do Retiro

Treinador do Fluminense, de luto pela morte do filho, é recebido com aplausos pela torcida do Sport ao pisar no gramado da Ilha do Retiro

José Neves CabralJosé Neves Cabral - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

A torcida do Sport é conhecida por ser capaz de vaiar o time numa vitória e aplaudi-lo numa derrota. Depende da vitória... Depende da derrota... E também de homenagear "adversários" sem qualquer ranço.

Nesta quarta-feira, no palco da Ilha do Retiro, assistimos a uma dessas cenas que marcam quem acompanha o futebol. Ao entrar em campo, o técnico Abel Braga foi ovacionado pela torcida do Sport. As lágrimas encheram os olhos dele e, provavelmente, de quem assistiu. Ele ainda está de coração ferido pela morte prematura do filho sábado passado. Que os aplausos dos rubro-negros lhe deem conforto para seguir em frente.

Abel que costuma tocar piano nas horas de folga. Que, um dia, na década de 80 iniciou uma vitoriosa carreira de treinador no Santa Cruz, sendo campeão pernambucano. E que nos anos 90 voltaria a dirigir o clube.

Abel amigo de Ruben Salim, ex-craque tricolor e rubro-negro, treinador das divisões de base do Santa e também um bom violonista nas horas vagas. Certa tarde, quando setorista do Santa Cruz, nos anos 90, cheguei ao clube para cobrir o treino.

Antes, conversei com Anum, uma espécie de funcionário informal do Santa Cruz. Ele sobrevive lavando os carros dos jogadores e dirigentes do clube.

- E aí, Anum, tudo bem?

- Tudo, respondeu ele.

- Tá sabendo da novidade?

- Não, respondi.

Abel esteve por aqui e levou Tonha pra cozinhar pra ele, em Portugal.

Ao saber da informação, curiosa. Deixei o treino de lado e fui atrás de mais detalhes sobre o caso.

Na sua passagem pelo Arruda, Abel aprendeu a apreciar os quitutes da boa cozinheira tricolor. E enquanto todos especulavam se ele estaria interessado em levar algum atleta, o então treinador do Famalicão, se não me falha a memória, preferiu contratar um "reforço" de peso para sua permanência em terras portuguesas, a cozinheira do clube. E ainda Salim, o treinador dos juniores, seu amigo pessoal.

Veja também

Médicos são os primeiros vacinados com a dose de Oxford no Brasil
VACINAÇÃO

Médicos são os primeiros vacinados com a dose de Oxford no Brasil

Primeiras doses da vacina AstraZeneca/Oxford chegam a Pernambuco neste domingo
VACINAÇÃO

Primeiras doses da vacina AstraZeneca/Oxford chegam a Pernambuco neste domingo