Aberta consulta pública para avaliar conservação de anfíbios

Avaliação é aberta para todo o tipo de público e ficará aberta até 31 de agosto

Processo de avaliação é uma importante ferramenta por subsidiar a atualização da Lista Nacional Oficial de Espécies Ameaçadas de Extinção, coordenada pelo ICMBioProcesso de avaliação é uma importante ferramenta por subsidiar a atualização da Lista Nacional Oficial de Espécies Ameaçadas de Extinção, coordenada pelo ICMBio - Foto: Reprodução

O Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Répteis e Anfíbios (RAN), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), está com consulta pública aberta até o dia 31 de agosto para avaliar o estado de conservação dos anfíbios.

A lista de espécies alvos do estudo ocorrem predominantemente nas regiões do Nordeste, nos ecossistemas Caatinga e Mata Atlântica, e no Sul do País, também na Mata Atlântica e Pampa (tipo de bioma composto por vegetação campestre, também chamado de Campos Sulinos). O processo de avaliação é uma importante ferramenta por subsidiar a atualização da Lista Nacional Oficial de Espécies Ameaçadas de Extinção, coordenada pelo ICMBio.

Essa consulta faz parte do terceiro ciclo do processo, que avaliará 325 espécies restantes. Até o momento, o RAN listou 783 espécies. Entre elas, a perereca, rã-de-bigode, sapo-martelo, pererequinha-de-brejo, rã-pimenta, sapo-ferreiro, rãzinha-assobiadora e rã-cachorro. Durante o estudo, são avaliados os graus de ameaça a cada espécie (podendo ter reduzido a vulnerabilidade à extinção ou não), os locais de ocorrência (se desapareceu em determinado lugar, se são endêmicas de uma certa região ou se ampliou a distribuição geográfica da espécie).

De acordo com o ICMBio, qualquer pessoa (mesmo sem ser especialista no assunto) pode contribuir enviando informações sobre as espécies, incluindo registros de ocorrência e seu habitat, para a página eletrônica do Sistema de Avaliação do Estado de Conservação da Biodiversidade. Lembrando que é necessário se registrar e efetuar login para visualizar as fichas das espécies e enviar contribuições. Já publicações sobre as espécies (artigos, dissertações, teses, entre outros estudos) também podem ser encaminhadas para o e-mail [email protected]. Finalizada a consulta pública e a análise de cada espécie pelo RAN, a lista atualizada de espécies ameaçadas é publicada no Diário Oficial da União por meio de portaria.

Veja também

Com ressalvas, TCE aprova contas de Doria e cobra transparência em gastos com CoronaVac
São Paulo

Com ressalvas, TCE aprova contas de Doria e cobra transparência em gastos com CoronaVac

Decreto de Bolsonaro libera militares da ativa em cargos do governo por tempo indeterminado
Militares

Decreto de Bolsonaro libera militares da ativa em cargos do governo por tempo indeterminado