Região Metropolitana

Academia com equipamentos enferrujados e fiação elétrica exposta é interditada em Jaboatão

Essa é segunda vez que o estabelecimento é interditado

Academia interditada no bairro do Curado IIAcademia interditada no bairro do Curado II - Foto: Divulgação/CREF12PE

Uma academia irregular, que funcionava com equipamentos enferrujados, fiação elétrica exposta e sem a orientação de profissionais de Educação Física, foi interditada, nesta terça-feira (24), no bairro do Curado II, em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife.

Segundo a equipe do Conselho Regional de Educação Física da 12ª Região (CREF12/PE), que esteve no local, essa é a segunda vez que o estabelecimento é interditado pelos mesmos motivos.

Ação desta terça contou com a participação do Procon municipal, Polícia Militar, Ministério Público de Pernambuco e Vigilância Sanitária. 

Na academia, os agentes de fiscalização identificaram equipamentos danificados e enferrujados, telhados e vidros quebrados, banheiros impróprios para o uso e fiação elétrica exposta.

Também foi identificado que o proprietário do local, que não teve o nome divulgado, não possui formação acadêmica, nem registro no Conselho, o que torna a prática irregular.

Ainda de acordo com o CREF12/PE, o homem não estava na academia no momento da fiscalização, mas a mãe dele recebeu a notificação do Ministério Público que solicita o comparecimento do autuado no órgão para esclarecimentos. Entre as recomendações também foi solicitado que todos os equipamentos sem condições de uso sejam retirados do espaço.
 

“A importância da fiscalização é garantir que as pessoas que estejam se exercitando tenham um serviço de qualidade e que o profissional possua formação em Educação Física e registro no Conselho. Caso a pessoa não seja um profissional de Educação Física, isso pode ocasionar danos para quem está se exercitando como lesões e até mesmo chegar a óbito, dependendo do tipo de treinamento realizado”, afirmou o chefe de fiscalização do CREF12/PE, Marcelo Santos.

“Não basta ser ex-atleta ou ser formado em educação física, por exemplo. Quem trabalha com Educação Física sem estar regular junto ao CREF responde criminalmente”, explicou o advogado e presidente do CREF de Pernambuco, Lúcio Beltrão.

O Conselho alerta que qualquer cidadão pode fazer uma denúncia anônima do exercício ilegal da profissão ou de espaços de prática da Educação Física clandestinos. A denúncia deve ser feita pelo telefone (81) 9 8877 6678 ou pelo e-mail [email protected] O sigilo é garantindo.
 

Veja também

Bispo mexicano propõe 'pacto social' que inclua traficantes de drogas
México

Bispo mexicano propõe 'pacto social' que inclua traficantes de drogas

Festa do Carmo interdita faixa da Av. Dantas Barreto, no Centro do Recife
PADROEIRA DO RECIFE

Festa do Carmo interdita faixa da Av. Dantas Barreto, no Centro