Acadêmicos lançam manifesto pró-Boulos contra 'ameaça fascista'

No mesmo dia, o líder do MTST havia criticado alianças de PT com MDB e Ciro com ruralistas.

Guilherme Boulos (PSOL) em entrevista à Rádio FolhaGuilherme Boulos (PSOL) em entrevista à Rádio Folha - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Mais de uma centena de professores acadêmicos lançaram nesta terça-feira (25) um manifesto declarando apoio ao presidenciável Guilherme Boulos (PSOL) nestas "eleições decisivamente polarizadas pela presença de uma ameaça neofascista" -Jair Bolsonaro (PSL).

"É evidente que a caixa de pandora foi aberta, dando vazão às manifestações mais bizarras e violentas de misoginia, machismo, lgbtfobia, racismo e xenofobia, combinadas ao mais descarado desprezo pelos direitos democráticos e conquistas sociais duramente arrancados pelas lutas da classe trabalhadora e movimentos sociais em geral", diz a carta assinada por nomes como Michael Löwy -da EHESS (École des Hautes Études en Sciences Sociales), da França-, Ruy Braga e Heloísa Buarque de Holanda, estes dois das ciências sociais da USP.

Leia também:
Boulos pede que TSE investigue Bolsonaro por ataque hacker a grupo de mulheres no Facebook
Escolhido Haddad, sindicalistas aderem a Boulos


Segundo os acadêmicos, Bolsonaro, "hoje à frente das pesquisas eleitorais, sintetiza as ameaças mais diretas à vida, especialmente dos setores mais oprimidos da população, e aos direitos das maiorias trabalhadoras, através da afirmação de um programa que combina perversamente as propostas fascistizantes no campo das ideias e dos costumes -'escola sem partido' e combate à 'ideologia de gênero', mixados a fundamentalismo religioso e preconceitos de todo tipo- com as propostas de política econômica mais radicalmente neoliberais".

O texto dá uma alfinetada nos candidatos à esquerda mais bem posicionados, Fernando Haddad (PT) e Ciro Gomes (PDT), ao dizer que é de Boulos "a única candidatura que combina a denúncia e a resistência ao golpe de 2016 e suas consequências desastrosas, com a coerência de não se aliar a golpistas e às representações de classe da burguesia".

No mesmo dia, o líder do MTST havia criticado alianças de PT com MDB e Ciro com ruralistas.

Veja também

Internado com Covid-19, idoso reencontra cachorrinha de estimação em despedida emocionante
Folha Pet

Internado com Covid-19, idoso reencontra cadela de estimação em despedida emocionante

Defensoria e MPPE recomendam ampliação de canais de agendamento para vacinação de idosos no Recife
RECIFE

Defensoria e MPPE recomendam ampliação de canais de agendamento para vacinação de idosos