Acervo da Folha de Pernambuco será integralmente digitalizado

Acordo foi firmado entre o jornal Folha de Pernambuco e a Fundação Joaquim Nabuco nesta quarta-feira (11) em solenidade

Digitalização do acervo é fruto da parceria entre a Folha de Pernambuco e a FundajDigitalização do acervo é fruto da parceria entre a Folha de Pernambuco e a Fundaj - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

A Folha de Pernambuco será o primeiro jornal do Estado a ter todo o acervo digitalizado. A medida será possível graças a um protocolo de intenções assinado na noite desta quarta-feira (11) entre o veículo e a Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj). A cerimônia ocorreu durante a abertura da exposição "Palavra & Ofício: 70 anos escrevendo", na unidade do Derby da Fundaj, centro do Recife.

O presidente do Grupo EQM, Eduardo Monteiro, disse ser uma honra firmar essa parceria. "Estamos muito felizes e honrados com esse gesto, sendo o jornal mais novo a merecer da Fundaj e seu presidente essa honraria e constar de maneira definitiva nos arquivos da Fundação Joaquim Nabuco. É algo importante porque torna a Folha de Pernambuco indelével na fundação e na sua história. Viemos aqui sobretudo celebrar esse ato que faz da Folha um jornal que vai ficar nos anais da história de Pernambuco", disse.

Durante a cerimônia, o presidente da Fundação Joaquim Nabuco, o advogado e escritor Antônio Campos, ressaltou a importância da contribuição da imprensa. "Assinamos esse protocolo para democratizar esse acervo para o público, preservando importantes contribuições ao longo de mais de duas décadas que escritores e jornalistas testemunharam um tempo em notícias. Mas também ali houve criação, crônicas, houve matérias sobre cultura e por isso a relevância da digitalização desse acervo", falou.

Leia também:
Folha de Pernambuco conquista Prêmio Norte e Nordeste de Excelência Gráfica

Quando a digitalização for concluída, todas as edições ficarão disponíveis na Villa Digital, espaço multiusuário criado para promover a pesquisa, a preservação e a difusão do acervo e da produção científica e cultural da Fundação Joaquim Nabuco. Localizada em um casarão do século 19, a Villa Digital fica localizada na rua Dois Irmãos, número 92, bairro de Apipucos, Zona Norte do Recife. Posteriormente, também poderá ser acessado pelo site villadigital.fundaj.gov.br.

A editora-chefe da Folha, Leusa Santos, destacou que se trata de um grande passo em prol à democratização do acesso a informação. Ela ressaltou também que o processo de digitalização converge com a tendência das novas tecnologias, preservando a memória do jornal no meio digitalizado. "Um pensador já dizia: 'povo que não tem memória e não conhece a sua história não tem cidadania'. Então, o papel da imprensa, seja em qual plataforma for, é de preservar essa memória", disse.

Fundado em 3 de abril de 1998, o jornal Folha de Pernambuco tornou-se rapidamente o maior sucesso editorial dos últimos anos no Estado. Caracterizado pela aceitação do público, o veículo incorporou um novo universo de leitores, impulsionando o hábito da leitura diária em todas as camadas sociais. Em pouco tempo ampliou sua participação no mercado, em uma velocidade e proporção surpreendentes.

A partir de julho de 2013, a Folha de Pernambuco passou por várias transformações editoriais e gráficas, afastando-se do jornalismo policial e aproximando-se mais dos grandes assuntos do cotidiano. O jornal fornece informação, cultura, educação e entretenimento para os diversos segmentos de público, disponibilizando seu conteúdo tanto na plataforma impressa como na digital (web).

Veja também

Coronavírus provavelmente já estava nos EUA desde dezembro de 2019, diz estudo
Pesquisa

Coronavírus provavelmente já estava nos EUA desde dezembro de 2019, diz estudo

Jaboatão abre agendamento para vacinação contra a Covid-19 do público a partir de 45 anos
Vacina

Jaboatão abre agendamento para vacinação contra a Covid-19 do público a partir de 45 anos