“Achava que ia sair da casa e passar o rodo”, diz ex-BBB Ana Clara

Ela participou da 18ª edição do programa

Ana Clara participou da 18ª edição do programaAna Clara participou da 18ª edição do programa - Foto: Adalto Jr/Divulgação

Ana Clara, sem dúvidas, conquistou o país inteiro com seu carisma e personalidade forte. Ela, que participou da edição 18 do Big Brother Brasil, traçou uma caminhada junto com seu pai, Ayrton, no programa, como um só jogador. Agora, fora da casa, Ana Clara está com a vida totalmente transformada pela experiência na TV. Em entrevista ao Gshow, ela contou como tem sido seu dia a dia pós Big Brother.

Além de ex-BBB, Ana também está carregando o título de Digital Influencer. Algumas reportagens, inclusive, já especulam que ela pode se tornar a participante do programa mais popular nas redes sociais (só está atrás de Grazi Massafera e Sabrina Sato). “Elas não são mais lembradas pelo programa, conquistaram o lugar delas no meio artístico e agora são reconhecidas pelo por isso. Vou carregar por mais tempo esse título de ex-BBB, porque é muito recente e ainda não consegui mostrar que sou mais que isso. Seria incrível chegar um dia a ser conhecida como elas, pelo meu trabalho. O programa é uma porta imensa, tem gente que abre só um pouquinho e tem gente que abre mais. Já eu, quero derrubar essa porta!”, diz ela.

A ruiva também brinca que teve uma grande surpresa em relação a “Expectativa vs Realidade”. Durante as festas do programa, Ana fazia planos de uma vida amorosa bastante agitada após sair da casa. “Achava que ia sair da casa e passar o rodo. Coitada de mim”, se diverte. Mesmo que isto não tenha acontecido, ela garante que tem outro foco no momento. “Sempre brinco muito com isso, mas não estou incomodada. Agora tenho outras prioridades. Como vou me relacionar com alguém se não tenho conseguido nem administrar direito a minha vida?”, concluiu.

Veja também

Com forte chuva, Florianópolis registra morte de mãe e filha em desabamento de muro
Santa Catarina

Com forte chuva, Florianópolis registra morte de mãe e filha

O mau exemplo do STF na pandemia: aglomeração, omissão de diagnóstico e tentativa de furar fila
Coronavírus

O mau exemplo do STF na pandemia: aglomeração, omissão de diagnóstico e tentativa de furar fila