Investigação

Acusação de terrorismo contra Eduardo Fauzi é retirada

Empresário participou de ataque à produtora Porta dos Fundos em 2019

Eduardo FauziEduardo Fauzi - Foto: Reprodução/Internet

A Justiça retirou a acusação de terrorismo contra o empresário Eduardo Fauzi, suspeito de participar do atentado à produtora do grupo audiovisual de comédia Porta dos Fundos, em 2019, em Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro.

O ataque com artefatos explosivos do tipo coquetel molotov ocorreu em dezembro de 2019, após uma polêmica envolvendo o especial de Natal produzido pelo grupo. Fauzi foi preso pela Interpol em Moscou, na Rússia, em setembro de 2020.

O Ministério Público Federal (MPF) havia oferecido a denúncia do caso como terrorismo, mas o desembargador Marcello Ferreira de Souza Granado retirou a acusação, transferindo, assim, a competência do julgamento para a Justiça no Rio de Janeiro.

A sessão virtual da 2ª Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) ocorreu no dia 31 de janeiro, mas a ata só foi divulgada nesta quarta-feira (9).

A decisão mantém a prisão preventiva do acusado, mas o processo na esfera federal foi anulado e terá que ser reiniciado na Justiça no Rio de Janeiro. Fauzi está preso em Moscou.

Veja também

"Março Amarelo e Lilás": confira o que médica diz sobre mês de atenção à saúde feminina
SAÚDE

"Março Amarelo e Lilás": confira o que médica diz sobre mês de atenção à saúde feminina

Obesidade avança 350% em 3 décadas e afeta mais de 1 bilhão
SAÚDE

Obesidade avança 350% em 3 décadas e afeta mais de 1 bilhão