Acusação tem "convicção máxima" da condenação dos réus no caso Itaíba

Último dia do julgamento é de debates entre os advogados

Isaltino Nascimento, deputado estadualIsaltino Nascimento, deputado estadual - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A acusação diz ter convicção máxima de que todos os réus do Caso Itaíba serão condenados nesta quinta-feira (27), último dia do júris. Estão sendo julgados três dos cinco acusados inicialmente de matar, três anos atrás, o promotor Thiago Faria Soares. Um deles está foragido, outro teve o julgamento adiado e um terceiro foi inocentado. O dia será marcado por debates entre defesa e acusação no tribunal do júri, que deve se estender pela madrugada da sexta-feira (28). 

Saiba mais:
Relembre os destaques do julgamento do caso Thiago Faria Soares


"Hoje é um dia só de debates, com abertura com os argumentos e teses da acusação, que estão fundamentados em toda a investigação da Polícia Federal e Civil", aponta o advogado assistente de acusação André Canuto. "Após o debate, haverá a votação, que a acusação tem convicção máxima de que os três acusados sairão daqui condenados."

A programação da acusação é utilizar quase a totalidade de tempo disponível - 3h - para a elaboração dos argumentos e teses. No caso, os procuradores devem falar durante duas horas, enquanto o próprio Canuto deve utilizar cerca de 20 minutos e o advogado de Mysheva Martins, José Augusto Branco, falará por mais 30 minutos.

Defesa

No dia decisivo do julgamento dos acusados de matar o promotor Thiago Faria Soares, a defesa dos réus acredita em "senso de justiça" e aponta subjetividade da perícia técnica e dúvidas não esclarecidas no processo. "O que mais existe nesse processo são dúvidas que deveriam ser esclarecidas e que não ficaram claras", afirmou o advogado Anderson Flexa.

Dinâmica

De acordo com Canuto, após o momento de debate entre os advogados, os jurados serão recolhidos pela juíza federal Amanda Torres, onde serão indagados se estão aptos a votar. Se todos responderem que sim, eles são levados para a sala secreta, onde é feita a votação. De lá, sai o veredito, além de quesitos como a autoria do crime, materialidade e se os acusados são absolvidos ou não. A dosimetria da pena, ou seja, o cálculo de quanto cada réu deve ficar preso, é feita pela juíza. 

Veja também

Paulo Skaf, que se reuniu com Bolsonaro, está com Covid-19
Bolsonaro

Paulo Skaf, que se reuniu com Bolsonaro, está com Covid-19

Três homens assaltam trem em Jaboatão dos Guararapes

Três homens assaltam trem em Jaboatão dos Guararapes