Acusado de estupro em Holywood, Harvey Weinstein se entrega à polícia

O ator americano se entregou na manhã desta sexta-feira (25)

O registro da chegada de Weinstein na delegacia em NYO registro da chegada de Weinstein na delegacia em NY - Foto: Reprodução

Acusado de estupro e abuso sexual, o produtor Harvey Weinstein, se entregou à polícia nova-iorquina na manhã desta sexta (25). Ele responde por crimes cometidos contra duas mulheres. Uma delas, vítima de estupro, não foi identificada. A outra é a atriz Lucia Evans, que afirmou ter sido forçada por Weinstein a fazer sexo oral nele durante uma reunião profissional em 2004. Além delas duas, outras mais de 70 mulheres, incluindo Angelina Jolie, Salma Hayek e Gwyneth Paltrow, acusam o outrora poderoso executivo de abusos sexuais.


O produtor nega as acusações de sexo não consentido. Algemado, Weinstein foi conduzido às autoridades em meio aos cliques de fotógrafos e berros de repórteres. A cena, como notou o New York Times, foi "espelho" das passagens do produtor por tapetes vermelhos de festivais e premiações do cinema. Ele também carregava três livros, incluindo uma biografia de Elia Kazan, cineasta chamuscado por escândalos políticos. No depoimento à polícia, o executivo permaneceu em silêncio, e seus advogados concordaram que ele pagasse uma fiança de US$ 1 milhão (R$ 3,6 milhões) e usasse um equipamento de monitoramento eletrônico para poder responder em liberdade.

Veja também

Incentivado por 'fake news' na pandemia, negacionismo tem raízes históricas na sociedade
Zoom

Incentivado por 'fake news' na pandemia, negacionismo tem raízes históricas na sociedade

Estudo encontra vínculo biológico entre carne vermelha e câncer colorretal
Saúde

Estudo encontra vínculo biológico entre carne vermelha e câncer colorretal