PRISÃO PREVENTIVA

Acusado de planejar ato violento contra 'alvos judeus' é detido em Paris

Caso acontece em um contexto de comoção na França pelo estupro coletivo de uma menina judia de 12 anos

Policiais patrulham torre Eiffel em ParisPoliciais patrulham torre Eiffel em Paris - Foto: AFP/Michel Euler

Um jovem de 19 anos foi indiciado e colocado em prisão preventiva nesta sexta-feira (21), junto com outro menor já processado, por supostamente "planejar cometer um ato violento dirigido, entre outros, contra alvos judeus", informou uma fonte judicial.

O jovem foi indiciado por associação criminosa com vistas a preparar delitos contra a pessoa e de aquisição e posse de armas relacionada com uma empresa terrorista, detalhou a fonte judicial, confirmando uma informação adiantada pela emissora BFMTV.

O menor, por sua vez, foi "indiciado e colocado em prisão preventiva em 13 de junho".

Ambos os suspeitos mantinham contato pelas redes sociais e são acusados de "planejar cometer um ato violento dirigido, entre outros, contra alvos judeus", detalhou a mesma fonte sem dar mais detalhes.

"As investigações, que vão continuar no âmbito da investigação judicial" aberta pela Promotoria Nacional Antiterrorista (Pnat), "terão por objeto esclarecer a natureza do projeto", acrescentou.

Comoção
Este caso acontece em um contexto de comoção na França pelo estupro coletivo de uma menina judia de 12 anos em Courbevoie, cidade a noroeste de Paris.

Dois adolescentes de 13 anos foram indiciados por estupro coletivo, ameaças de morte, insultos e violência antissemita.

Outro adolescente de 12 anos foi acusado de todos esses crimes, com exceção do de estupro, segundo o Ministério Público francês.

Nos últimos dias, várias mobilizações foram organizadas em apoio da jovem vítima e contra o antissemitismo, em plena campanha eleitoral no país.

A França, que realiza eleições legislativas em 30 de junho e 7 de julho, tem a maior comunidade judaica da Europa.

Veja também

Fuzil usado contra Trump, AR-15 foi a arma mais utilizada em chacinas nos EUA na última década
ataque

Fuzil usado contra Trump, AR-15 foi a arma mais utilizada em chacinas nos EUA na última década

Dia do Católico 2024: público celebra data com missa e shows, no Recife
RELIGIÃO

Dia do Católico 2024: público celebra data com missa e shows no Cais do Sertão, no Centro do Recife

Newsletter