Carnaval 2021

Adiado, Carnaval 2021 em Salvador acontecerá quando houver uma vacina contra a Covid-19

Prefeito da capital baiana, ACM Neto, declarou que uma nova data será estabelecida de acordo com a disponibilização da vacina

Carnaval em SalvadorCarnaval em Salvador - Foto: Reprodução/Internet

O Prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), anunciou o cancelamento do Carnaval 2021 na capital baiana até que haja uma vacina contra o novo coronavírus para imunizar a população. O anúncio foi realizado na manhã desta sexta-feira (27), durante coletiva de imprensa. 

“Essa decisão poderia ser anunciada antes, mas esperei a cidade escolher seu prefeito. Eu comunico que não teremos Carnaval em fevereiro. Nem eu, nem ninguém poderá estabelecer uma data, porque isso depende de uma vacina. Se houver clareza sobre prazos de vacina, os prefeitos eleitos podem discutir o calendário”, afirmou o prefeito.

O prefeito tinha incialmente cogitado, junto com as prefeituras do Rio de Janeiro e de São Paulo, um Carnaval com datas conjuntas, no mesmo período, nas três cidades. No dia 20 de julho, ACM Neto havia dito que as prefeituras estavam conversando sobre o adiamento do Carnaval para julho de 2021, mas só poderia dar mais detalhes sobre o diálogo em novembro, período limite que ele havia estabelecido para definir o rumo da folia.

A nova definição também foi compartilhada no fim desta manhã através das redes sociais:
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Prefeitura de Salvador (@prefsalvador)
 

Baque na economia
 A suspensão do Carnaval representará um baque na economia de Salvador. A prefeitura estima que a festa movimente cerca de R$ 1,8 bilhão na capital soteropolitana, com a geração de cerca de 200 mil postos de trabalho. "É um duro golpe para nossa cidade", afirmou o prefeito, lembrando que várias cadeias produtivas funcionam o ano inteiro em função da festa.

Além do Carnaval, a prefeitura também informou que não serão realizadas as demais festas que tradicionalmente acontecem no verão baiano, como a Lavagem do Bonfim e a Festa de Yemanjá. O Festival da Virada, que vinha acontecendo nos últimos anos em Salvador em um formato com cinco dias de festa, incluindo a noite de Réveillon, também está suspenso. Para marcar a virada do ano, a prefeitura vai realizar uma live no Forte de São Marcelo, que fica na baía de Todos-os-Santos com a participação de Gustavo Lima e Ivete Sangalo.

Os cachês dos artistas serão bancados por patrocinadores. Ao mesmo tempo em que confirmou a suspensão do Carnaval, a prefeitura anunciou novas medidas de enfrentamento da pandemia da Covid-19. A ocupação de leitos públicos de UTI para tratamento da doença cresceu nas últimas semanas e chegou a 65%. A prefeitura pedirá autorização da Câmara Municipal para reabrir novos leitos que haviam sido desativados e intensificará ações de prevenção como distribuição de máscaras e isolamento dos pacientes contaminados. Por enquanto, não há perspectiva de novas medidas restritivas como o fechamento do comércio, bares, restaurantes ou praias.


 

Veja também

Com forte chuva, Florianópolis registra morte de mãe e filha em desabamento de muro
Santa Catarina

Com forte chuva, Florianópolis registra morte de mãe e filha

O mau exemplo do STF na pandemia: aglomeração, omissão de diagnóstico e tentativa de furar fila
Coronavírus

O mau exemplo do STF na pandemia: aglomeração, omissão de diagnóstico e tentativa de furar fila