Pernambuco

Aferição de temperatura na entrada de estabelecimentos deixa de ser obrigatória em Pernambuco

Foto: Vincenzo Pinto / AFP

Uma das principais medidas adotadas para evitar a transmissão do coronavírus em espaços de grande circulação, depois do uso de máscara e do reforço na higienização, a aferição de temperatura - usada para detectar se a pessoa está ou não com febre e, portanto, com suspeita de contaminação - deixará de ser obrigatória na entrada dos estabelecimentos de comércio e serviços no Estado.

A decisão, que começa a valer na próxima segunda-feira (15), foi anunciada pelo secretário de Turismo e Lazer, Rodrigo Novaes, durante coletiva de imprensa nesta quinta (11).

De acordo com o gestor, essa e outras flexibilizações anunciadas, como a ampliação da capacidade nos estádios de futebol e a volta da temporada dos cruzeiros, resultam da melhora nos números relativos à pandemia, que, neste momento, permanecem em estabilidade.

Ele reforçou ainda que novos avanços no Plano de Convivência com a Covid-19 estão condicionados à adesão das pessoas à vacinação.

"É extremamente necessário que a gente possa convencer as pessoas que entendem que não devem se vacinar a irem se vacinar. É preciso que haja essa conscientização para que a gente possa fechar esse ciclo e ir voltando aos poucos à normalidade e ao calendário cultural, que é um ativo do turismo de Pernambuco, que gera emprego e renda", afirmou. 

Veja também

Após pressão de usuários, Twitter anuncia novo recurso para combater fake news no Brasil
FAKE NEWS

Após pressão de usuários, Twitter anuncia novo recurso para combater fake news no Brasil

Chile anuncia mudanças no isolamento e gestão da pandemia por variante ômicronVariante ômicron

Chile anuncia mudanças no isolamento e gestão da pandemia por variante ômicron