Vacinação

Agência europeia começa a avaliar vacina anticovid para jovens de 12-15 anos

Ainda não existem vacinas aprovadas para menores de 18 anos

Frascos da vacina russa Sputnik VFrascos da vacina russa Sputnik V - Foto: Jorge Bernal / AFP

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) anunciou, nesta segunda-feira (3), que começou a avaliar a vacina contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech para menores com idades entre 12 e 15 anos, após um pedido similar apresentado nos Estados Unidos.

"A EMA comunicará o resultado de sua avaliação, que se espera para junho, a menos que seja necessária informação adicional", disse a agência, em um comunicado.

 

Nos Estados Unidos, as duas empresas já apresentaram um pedido similar em abril para ampliar a aprovação de emergência concedida pela FDA, a agência americana que regula o setor de alimentos e remédios.

Os pedidos se baseiam nos dados de um estudo clínico de fase 3, publicado no final de março, que mostra uma "eficácia de 100%" da vacina para prevenir a doença neste grupo etário. Também foi "bem tolerada em geral".

Ainda não existe nenhuma vacina para menores, que estão menos expostos aos casos graves da doença e, por isso, não tiveram sua vacinação como prioridade até o momento.

Veja também

Testes de anticorpos após vacina contra Covid-19 são incapazes de garantir a eficácia do imunizante
Coronavírus

Testes de anticorpos após vacina contra Covid-19 são incapazes de garantir a eficácia do imunizante

Senado aprova redução na tarifa de energia elétrica por 5 anos
CONTA DE ENERGIA

Senado aprova redução na tarifa de energia elétrica por 5 anos