Notícias

Agentes penitenciários de Pernambuco ameaçam paralisação

Assembleia extraordinária para deliberar sobre esses temas foi convocada para 21 de fevereiro

Presidente do sindicato, João Carvalho: “Estamos em negociação. O que está sendo colocado é que, se nesse prazo, o Estado não tratar desses assuntos, deliberaremos” Presidente do sindicato, João Carvalho: “Estamos em negociação. O que está sendo colocado é que, se nesse prazo, o Estado não tratar desses assuntos, deliberaremos”  - Foto: Jedson Nobre

 

Em meio à crise em unidades prisionais do País, agentes de segurança penitenciária (ASPs) de Pernambuco não descartam paralisações se o Governo do Estado não atender duas reivindicações da categoria. Uma delas é referente ao acordo coletivo de 2016, que prevê a negociação de um plano de cargos e carreira com critérios semelhantes aos utilizados pela Secretaria de Administração nas tratativas com a Polícia Civil. Já a outra pleiteia a realização de um concurso público para a contratação de mais agentes. Uma assembleia extraordinária para deliberar sobre esses temas foi convocada para 21 de fevereiro.

De acordo com o Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindasp-PE), o acordo coletivo está previsto numa ata de reunião com o Estado datada de 31 de maio de 2016, mas, até o momento, não foi cumprido. Do mesmo modo, o certame para novos ASPs ainda não teve o edital publicado, apesar de constar em acordo assinado pela categoria, junto ao Estado, em 13 de fevereiro de 2016. “Estamos em negociação. O que está sendo colocado é que, se nesse prazo, o Estado não tratar desses assuntos, deliberaremos, ou por mobilizações ou pelo que o Governo vier a apresentar”, explicou o presidente do Sindasp, João Carvalho.

Em nota, a Seres esclareceu que está em andamento a preparação do edital do concurso para ASPs com previsão de divulgação para fevereiro.

 

Veja também

OMS quer esclarecer casos de varíola do macaco detectados no Reino Unido
Casos de Varíola

OMS quer esclarecer casos de varíola do macaco detectados no Reino Unido

Internauta pede a SEC que investigue robôs do Twitter e Musk alfineta órgão regulador: 'Alguém aí?'
Twitter

Internauta pede a SEC que investigue robôs do Twitter e Musk alfineta órgão regulador: 'Alguém aí?'