Agressões não estão diminuindo

O que falta agora é divulgar a maneira certa de ter os direitos atendidos

Líder do PT no Senado, Humberto Costa.Líder do PT no Senado, Humberto Costa. - Foto: Divulgação

“Tem me assustado muito o ritmo das injúrias que podem levar o autor a responder criminalmente. Elas não diminuem, apesar das campanhas. A gente tenta.”, lamentou o promotor de Justiça de Direitos Humanos do Recife, Max Vignoli. “Há algum tempo tentamos combater o problema de ofensas que violem os direitos humanos na mídia com a campanha ‘Palavras Têm Poder’”, por meio do website palavrastempoder.org.

Leia mais
Universitária é vítima de injúria após exibir foto sem roupa

O Ministério Público de Pernambuco tem acompanhado a forma que a Polícia Civil investiga crimes como o cometido contra Daniela Martins. De acordo com Vignoli, o Estado tem investido na área. “A Delegacia de Crimes Cibernéticos foi reestruturada funcionalmente e ganhou novos funcionários. O que falta agora é divulgar a maneira certa de ter os direitos atendidos. Injúria pela internet cometida por alguém conhecido deve ser levada à delegacia do bairro, por exemplo.”

Veja também

Justiça amplia número de indenizados por tragédia de Mariana
Mariana

Justiça amplia número de indenizados por tragédia de Mariana

Média geral de candidatos por sala no Enem foi reduzida em apenas 19,8%
Prova

Média geral de candidatos por sala no Enem foi reduzida em apenas 19,8%