Albérisson Carlos não será candidato a nada em 2018

O presidente da Associação de Cabos e Soldados nega que pretenda se candidatar a deputado estadual em 2018

Inaldo SampaioInaldo Sampaio - Foto: Colunista

Nada incomodou mais o deputado Joel da Harpa num debate com parlamentares governistas, na Assembleia Legislativa, sobre a proposta de reajuste salarial para lá enviada pelo governador Paulo Câmara, do que a afirmação de Rodrigo Novaes de que há uma competição política entre ele e o presidente da Associação de Cabos e Soldados, Albérisson Carlos, para ver qual dos dois será eleito para aquela Casa nas eleições de 2018. Da Harpa negou a existência do conflito e Albérisson jura de pés juntos como não disputará mandato eleito nas eleições do próximo ano. Está muito bem à frente da Associação e o único projeto ao qual se dedica no momento é concluir o mestrado em Linguística. Oxalá sejam verdadeiras as duas versões porque as associações que representam os PMs têm sido usadas pelos seus dirigentes como trampolim político. Se Albérisson Carlos não for candidato a nada em 2018, será uma das exceções à regra.

O presidente da Associação de Cabos e Soldados nega que pretenda se candidatar a deputado estadual em 2018

Bezerros sem água no carnaval
Tira o sono do prefeito reeleito de Bezerros, Severino Otávio Branquinho (PSB), o fato de o município não ter água para o carnaval, que é a maior festa do município. Um gaiato, inclusive, colocou na entrada da cidade este cartaz: “Bem vindos! Estamos sem água. Já venha tomado banho e deixe para fazer suas necessidades fisiológicas em sua cidade”. O abastecimento está sendo feito com carros-pipa.

Liderança > Isaltino Nascimento (PSB), novo líder do governo na Assembleia Legislativa, rapidamente se deu conta de que dois dos três parlamentares da bancada do PSD não irão submeter-se à sua batuta: Álvaro Porto e Romário Dias. A exceção será Rodrigo Novaes, muito ligado a Paulo Câmara.
À esquerda > Os deputados Danilo Cabral e Tadeu Alencar já deixaram claro na Câmara Federal que querem o PSB numa posição mais à esquerda do que aquela em que atualmente se encontra.
Com Lula > Existe também uma ala no PSB (que Jarbas Vasconcelos não saiba disto) que está defendendo internamente apoio à candidatura de Lula à sucessão de Michel Temer nas eleições de 2018.

Fartura > O próximo prefeito de Ipojuca, seja ele quem for, vai administrar um orçamento de fazer inveja à maioria dos prefeitos pernambucanos: 1,5 milhão/dia. O FPM representa apenas 11% da receita.
Ética > Ainda convivendo com o fantasma da “Operação Ponto Final”, que pôs 10 vereadores na cadeia em 2015, a Câmara de Caruaru está promovendo um seminário sobre “Ética e boas práticas na administração pública”. O evento teve início ontem e será encerrado hoje com palestra do juiz Pierre Souto Maior.
Promessa > O ministro Hélder Barbalho (Integração) garantiu a prefeitos pernambucanos, em Brasília, que a água do São Francisco chegará a Monteiro (PB), impreterivelmente, dia 6 de março próximo. A cidade prepara grande festa para a chegada da água, já que o cariri paraibano é a região mais seca do Brasil.
A volta > Roberto Freire (Cultura) estará hoje às 16h no sítio histórico de Olinda para visitar a sede da uma agremiação carnavalesca com o prefeito Professor Lupércio (SD). Para quem não sabe, o ministro não é estranho no ninho. Foi candidato a prefeito em 1972 pelo extinto MDB e obteve a primeira colocação. Só não foi eleito porque obteve menos votos que a soma dos dois candidatos da Arena, partido que dava sustentação ao regime militar.

 

Veja também

Aumento de CO2 na Amazônia pode ter impacto até maior que o do desmatamento na diminuição das chuvas
Amazônia

Aumento de CO2 na Amazônia pode ter impacto até maior que o do desmatamento na diminuição das chuvas

SUS recebe remédios de kit intubação em mandarim e teme confusão

SUS recebe remédios de kit intubação em mandarim e teme confusão