Notícias

Alemanha promete acolher 1.500 imigrantes das ilhas gregas

Com iniciativa conjunta com a França, o país já planejou cuidar de 100 a 150 menores isolados evacuados do campo de Moria

Angela MerkelAngela Merkel - Foto: MICHELE TANTUSSI / POOL / AFP

A Alemanha planeja receber cerca de 1.500 imigrantes atualmente instalados nas ilhas gregas, após os incêndios no acampamento de Moria, em Lesbos - disseram fontes do governo da chanceler Angela Merkel à AFP, nesta terça-feira (15).

Serão, principalmente, famílias com crianças que foram reconhecidas como refugiadas pelas autoridades gregas, disse esta fonte. A Alemanha já planejou cuidar de 100 a 150 menores isolados evacuados do campo de Moria, no âmbito de uma iniciativa conjunta com a França.

n

Após o incêndio do maior acampamento de migrantes da Europa na madrugada de 9 de setembro, a pressão aumentou sobre o governo alemão para que recebesse algumas das mais de 12.000 pessoas que desabrigadas na ilha do mar Egeu. Até agora, as autoridades alemãs insistiram na necessidade de encontrar uma solução em nível europeu para esta complicada questão que divide os 27 membros do bloco desde 2015.

Merkel chegou a um acordo com seu ministro do Interior, Horst Seehofer, sobre essa medida unilateral, mas a fonte do governo ouvida pela AFP ainda não estava em posição de dizer se os socialdemocratas do SPD, parceiros da coalizão governamental, deram sinal verde.

Veja também

Vacina da Pfizer é aprovada no Reino Unido e estará disponível na próxima semana
Coronavírus

Vacina da Pfizer é aprovada no Reino Unido e estará disponível na próxima semana

EUA tem recorde de mortes diárias por Covid-19 desde abril
Coronavírus

EUA tem recorde de mortes diárias por Covid-19 desde abril