internacional

Alemanha restringe número de pessoas em eventos públicos e privados

Segundo a chanceler Angela Merkel, a medida foi tomada para tentar evitar a imposição de um "lockdown" em toda a Alemanha

Pessoas caminham na cidade alemã de DusseldorfPessoas caminham na cidade alemã de Dusseldorf - Foto: Ina Fassbender/AFP

O governo alemão anunciou nesta terça-feira (29) que vai passar a limitar o tamanho de eventos públicos e privados nas regiões do país que registrem alta no número de casos de coronavírus.

Segundo a chanceler Angela Merkel, a medida foi tomada para tentar evitar a imposição de um "lockdown" em toda a Alemanha.

"Nós decidimos agir regionalmente, de uma maneira específica e objetiva, em vez de fechar todo o país novamente -o que deve ser evitado a todo custo", disse ela ao anunciar as novas regras.

A partir de agora, estados que registrarem mais de 35 casos por 100.000 habitantes durante uma semana terão uma limitação de 50 pessoas para eventos públicos e 25 para eventos privados.

Em estados que tiverem mais de 50 casos por 100.000, a restrição será mais dura: 25 pessoas para eventos públicos e 10 para os privados. O governo ainda não anunciou se algum estado já se enquadra nas novas regras.

Até o momento, a Alemanha registrou 290.334 casos de Covid-19, com 9.483 mortes.

Veja também

Rússia torna uso de máscaras obrigatório e recomenda toque de recolher
coronavírus

Rússia torna uso de máscaras obrigatório e recomenda toque de recolher

Papa Francisco sonha com uma Europa 'saudavelmente laica'
Vaticano

Papa Francisco sonha com uma Europa 'saudavelmente laica'