Alimentos são coletados na casa de família suspeita de botulismo em Olinda

Entre os itens recolhidos, estão charque vencida, mel artesanal sem procedência e goiabada em calda e queijo do reino mal acondicionados

Inspeção verificou charque vencida desde 22 de dezembroInspeção verificou charque vencida desde 22 de dezembro - Foto: Mauricio Ferry / arquivo folha

Representantes da Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa), Secretaria Estadual de Saúde (SES), Vigilância Sanitária de Olinda e Vigilância Epidemiológica da cidade coletaram, nesta segunda-feira (29), alimentos na casa da família onde foram registrados casos suspeitos de botulismo, na última semana, em Olinda.

A família mora em Peixinhos e três integrantes estão internados em UTIs de hospitais da rede pública e da privada. Segundo a diretora de Vigilância em Saúde de Olinda, Mariurcha Dantas, a torta de frango relatada pelos parentes como principal alimento suspeito já havia sido descartada pela família, mas foram coletados charque, queijo do reino, mel e goiabada em calda.

“A charque estava vencida desde o dia 22 de dezembro. O mel, guardado no armário, era um produto artesanal e sem qualquer identificação do fabricante e validade. Foram coletadas também duas amostras de queijo do reino que estavam fora da geladeira e sem identificação de validade. Por último, três amostras de uma goiabada em vidro que também estava fora da geladeira e sem registro de validade”, contabilizou Mariurcha Dantas. A diretora de Vigilância em Saúde informou que o material deve ser remetido para testes no Instituto Adolf Lutz, em São Paulo, que devem apontar para a contaminação ou não das amostras.

Leia também:
Cinco integrantes da mesma família são internados no Recife com suspeita de botulismo
Mais de mil bois morrem no Mato Grosso do Sul com suspeita de botulismo


“As pessoas êm que ter em mente que os produtos devem ser acondicionados sob refrigeração depois de abertos. Não consumir produtos enlatados amassados e observar isso no ato da compra. Observar sempre prazo de validade e nunca consumir os itens após a validade”, enumerou ela, como recomendações à população. Sobre os riscos das latas amassadas, a diretora de Vigilância em Saúde de Olinda explicou que esses danos nas embalagens podem contaminar o alimento internamente.

Mariurcha Dantas informou ainda que, com a ocorrência da suspeita de botulismo na cidade às vésperas do Carnaval, a prefeitura deve intensificar as ações de educação em boas práticas para quem trabalha com alimentos na festa. Todos os trabalhadores do ramo já passaram por capacitações sobre manipulação e boas práticas em alimentos.

Sobre o estado de saúde das vítimas internadas, o paciente Ronaldo Alves, 48 anos, internado no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), no Recife, apresentou  melhora, assim como a mãe dele, Maria Lucia Barbosa, 65, que está na rede particular. O marido de Maria Luci, José Ronaldo, 69, se encontra estável. Os dois irmãos de 21 e 20 anos que tiveram suspeitas de contaminação estão sendo acompanhados pelo Huoc fizeram uma medicação profilática, mas não estão internados.

Veja também

Suspeito do acidente com morte na Estrada de Aldeia é liberado após pagar fiança de R$ 200 mil
RMR

Suspeito do acidente com morte na Estrada de Aldeia é liberado após pagar fiança de R$ 200 mil

TI Afogados operará como integração temporal a partir deste sábado, 31
Mobilidade

TI Afogados operará como integração temporal a partir deste sábado, 31