Educação

Alunos da rede estadual de Pernambuco voltam às aulas presenciais

Volta às aulas na rede estadual de PernambucoVolta às aulas na rede estadual de Pernambuco - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

As escolas da rede estadual de ensino de Pernambuco retomaram, nesta quarta-feira (21), as suas atividades presenciais. Neste primeiro momento, somente alunos do terceiro ano do Ensino Médio estão tendo aulas nas escolas. O retorno ocorre apesar da greve dos professores e após mais de sete meses de paralisação - as aulas haviam sido suspensas em 18 de março em razão da pandemia de Covid-19. Em 6 de outubro, alunos concluintes voltaram às salas de aula, mas decisões judiciais atrasaram o cronograma.

Segundo a Secretaria de Educação do Estado, 750 instituições de ensino que têm Ensino Médio estão abertas. As aulas iniciaram às 8h30.  A reportagem da Folha de Pernambuco registrou um movimento variado de estudantes neste dia de retomada. Foi possível observar algumas escolas com maior número de alunos, enquanto outras com uma frequência menor. 

Na escola Almirante Soares Dutra, no bairro de Santo Amaro, área central do Recife, o movimento de alunos do terceiro ano foi intenso, com 12 alunos por turma. Já na Escola Estadual Sylvio Rabello, no mesmo bairro, o movimento foi mais moderado, com poucos alunos na instituição. 

Um cenário diferente foi observado na Escola Técnica Estadual Professor Agamemnon Magalhães (Etepam), no bairro da Encruzilhada, na Zona Norte do Recife, onde 100% dos professores estavam prontos para dar aula. 

Entre os protocolos de segurança adotados nas escolas da rede estadual, estão a instalação de totens de álcool em gel e pias para higienização das mãos nas dependências da escola, uso obrigatório de máscaras, além do distanciamento social dos alunos dentro nas salas de aula. 

Segundo o secretário estadual de Educação, Fred Amâncio, existe uma surpresa positiva com a adesão dos alunos. “O nosso foco maior é o processo de retomada, estamos abrindo as escolas, recebendo os alunos e ao longo dos dias famílias vão ficando mais seguras. Tem uma tendência de retomada, os estudantes por questão de distanciamento entre salas de aula, as escolas redesenharam às instituições para aulas e adequações foram feitas”, disse. 

Para o estudante Rafael Bezerra, as aulas presenciais deveriam ter sido retomadas, e destaca a preparação feita no Etepam. “Já estava na hora, deveria ter voltado, adotaram bons protocolos de segurança e é uma escola de referência. Tivemos preparo e não foi coisa feita de última hora”, relatou. 

A estudante Eduarda Guilherme, da escola Almirante Soares Dutra, tem expectativa positiva para volta das atividades presenciais. “Minha expectativa é que a gente possa agregar conhecimento na aula presencial e conseguir ter a nossa segurança na escolas”, contou. 

Greve
Nesta terça-feira, a Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE-PE) apresentou petição ao Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) noticiando a deflagração da greve pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), a partir da 0h de 21 de outubro, em descumprimento a liminar anterior que proibiu a paralisação. Com isso, o desembargador Fábio Eugênio Dantas Oliveira Lima determinou a majoração da multa diária por descumprimento da decisão para R$ 100 mil e a advertência imediata aos dirigentes da entidade sindical.

O Sintepe, informou que só vai se pronunciar quando for notificado pela Justiça. Os representes setoriais do Sindicato farão as visitas de verificação das escolas durante esta quarta-feira como estavam sendo programadas. Para a próxima sexta-feira, ainda está mantida uma assembleia da categoria. 

O secretário Fred Amâncio disse que na questão da greve estabelecida pelo Sintepe, o foco é dar apoio aos estudantes.  "Não é uma questão de sindicato e governo, o foco é os estudantes queremos dar apoio, essa é a última atividade a retomar. Já está definido o nosso cronograma, hoje retoma terceiro ano, dia 27 o segundo e dia 3 o primeiro ano. Ao longo dos próximos dias devemos definir cronograma do ensino fundamental e infantil, as escolas devem estar preparadas, para assim retomarem.   Propomos ao Sintepe fazer trabalho em conjunto, conhecer escolas, visitamos mais de 450 escolas e tínhamos proposto de continuar para ver a melhoria e tudo mais, e infelizmente a decisão da greve”, declarou.

Veja também

Brasil  confirma 43,2 mil novos casos de Covid-19 e 664 mortes
Boletim

Brasil confirma 43,2 mil novos casos de Covid-19 e 664 mortes

Confira a previsão do tempo para este domingo (6) em Pernambuco
tempo

Confira a previsão do tempo para este domingo (6) em Pernambuco