Alunos e funcionários são assaltados dentro de Escola Estadual no Recife

Criminosos entraram na escola vestido com fardas da Rede Estadual de Ensino, renderam o vigilante elevaram os pertences dos alunos

Fachada da Escola RotaryFachada da Escola Rotary - Foto: Geraldo Moreira

Alunos e funcionários de uma escola estadual em Nova Descoberta, na Zona Norte do Recife, foram alvo de criminosos na noite da última segunda-feira (28). Três homens vestidos com farda da Rede Estadual de Ensino entraram na Escola Rotary por volta das 19h, renderam o vigilante e assaltaram os alunos pelos corredores e dentro das salas da instituição. Imagens do circuito interno flagraram a ação, que durou poucos minutos.

A polícia foi acionada, mas quando chegou ao local os assaltantes já haviam fugido. Até o momento, nenhum suspeito foi identificado. A Secretaria de Educação do Estado (Seduc) afirmou que a investigação está sob a responsabilidade da polícia, que já está com as imagens das câmeras de segurança da escola. As aulas já voltaram e ocorrem normalmente.

Leia também:
Escola municipal de Timbaúba é alvo de criminosos

 

O gestor da escola, Armando de Farias, informou que não estava autorizado a dar entrevistas sobre o assunto, mas pôde confirmar que os assaltantes levaram três celulares dos estudantes. O vigilante, que não usa arma, foi diretamente abordado e rendido. A reportagem também teve acesso à informação de que dois dos assaltantes já tinham tentado entrar previamente na escola, mas funcionários da escola colocaram os invasores para fora. Os criminosos, pouco depois, voltaram a entrar se misturando aos outros alunos, durante o horário de entrada dos estudantes do turno da noite. Nesse horário, o colégio abriga cerca de 400 alunos, divididos em 11 turmas, apenas do ensino médio.

Professora de apoio da Escola Rotary, Lurdes Figueiredo conta que a sensação de insegurança é constante na unidade de ensino. “Sempre ficamos aperreados. Deveria ter mais policiais e segurança aqui”, disse.

Mateus Victor, afirma que já presenciou outros assaltos nos arredores da unidade de ensino, mas é novidade a invasão ao colégio. “A gente vem estudar, aprender, aí chegam uns homens e fazem um negócio desses”, reclamou. “A gente, como aluno, fica com muito medo de acontecer algo pior”, acrescentou.

 

Pessoas que moram perto da unidade de ensino afirmam ocorrem assaltos frenquentemente na área. Pedreiro e pai de uma aluna, Edvaldo Severino de Lima diz que a filha passa o dia inteiro na escola e, pouco tempo depois de chegar em casa, recebeu a notícia do assalto. “Ela ficou cismada, pediu pra eu vir na frente para saber se tinha aula e depois ir buscar ela”, contou.

Veja também

Bolsonaro insiste em tratamento precoce e volta a lançar desconfiança sobre Coronavac
Negacionismo

Bolsonaro insiste em tratamento precoce e volta a lançar desconfiança sobre Coronavac

Falta de insumo da China ameaça vacinas do Butantan e da Fiocruz
Saúde

Falta de insumo da China ameaça vacinas do Butantan e da Fiocruz