Alunos medalhistas de Matemática são premiados em solenidade

Evento contou com a presença de alunos de todo o estado, o secretário de Educação e o Governador Paulo Câmara

Premiados nas olimpíadas de matemáticaPremiados nas olimpíadas de matemática - Foto: Mandy Oliver/Folha de Pernambuco

Alunos de escolas municipais, estaduais e federais de todo o Estado participaram, na manhã desta terça-feira (15), da solenidade de premiação da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) 2016. A cerimônia, realizada no Centro de Convenções de Pernambuco, contou com a presença do Governador Paulo Câmara e do Secretário de Educação, Fred Amâncio. "Motivar nossos alunos a estudar a matemática, como também português e todas as matérias é fundamental", apontou o governador. "A gente tem que parabenizar os professores, os alunos e os pais, que também são fundamentais nessa trajetória, e pedir a eles que continuem a acreditar, estudar e a realizar sonhos a partir do próprio esforço."

O evento homenageou os alunos que ganharam medalha de bronze (114 no total), prata (47 alunos) e ouro (16 alunos no estado), além de 1.219 estudantes que receberam menção honrosa nas Olimpíadas. As homenagens também se estenderam a 24 professores, 29 escolas e dois municípios de Pernambuco, que se destacaram na Obmep. Os alunos que ficaram na categoria ouro deverão receber a própria medalha em evento nacional, ainda sem data definida, na cidade do Rio de Janeiro.

"Foi uma conquista ganhar o ouro, eu nem imaginava", contou Bruno Henrique Costa Lima, da Escola Dr. Adilson Bezerra De Souza, em Santa Cruz do Capibaribe, Agreste do estado. O rapaz, de 14 anos, cursa o oitavo ano e sempre foi aluno de escolas públicas, e foi o único representante da escola a receber uma condecoração, além de também ter sido o único medalhista de ouro em Pernambuco fora da Região Metropolitana do Recife.

Veja também

Com forte chuva, Florianópolis registra morte de mãe e filha em desabamento de muro
Santa Catarina

Com forte chuva, Florianópolis registra morte de mãe e filha

O mau exemplo do STF na pandemia: aglomeração, omissão de diagnóstico e tentativa de furar fila
Coronavírus

O mau exemplo do STF na pandemia: aglomeração, omissão de diagnóstico e tentativa de furar fila