Inteligência artificial

Alzheimer: brasileiros criam ferramenta que ajuda no tratatamento

Projeto conquistou o Leão de Bronze no Festival de Cannes, na França

AlzheimerAlzheimer - Foto: Freepik.com

Uma plataforma de inteligência artificial desenvolvida por pesquisadores da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre auxilia pacientes com Alzheimer a preservarem a memória por meio da terapia de reminiscência, que se baseia na recuperação de memórias do passado.  

De acordo com o Ministério da Educação, a intervenção é reconhecida em estudos científicos pelos efeitos positivos sobre a saúde mental de pacientes, cuidadores e familiares, além do atraso da progressão dos sintomas.  

Diferentemente de outras tecnologias em inteligência artificial mais conhecidas, como o ChatGPT, a plataforma bAIgrapher foi projetada para produzir autobiografias e não atua como um assistente de escrita ou chatbot.  

O sistema utiliza depoimentos de pessoas indicadas pelo paciente, em formato de texto, áudio e imagens. Os materiais são interpretados, organizados e reescritos para construir uma autobiografia literariamente uniforme e cronologicamente ordenada. 

O projeto conquistou o Leão de Bronze no Festival de Cannes, na França, na categoria Print&Publishing e representa, de acordo com o ministério, auxílio tecnológico para pessoas com Alzheimer. 

Veja também

G7: Papa Francisco alertará para risco de ser humano se tornar algoritmo com inteligência artificial
MUNDO

G7: Papa Francisco alertará para risco de ser humano se tornar algoritmo com inteligência artificial

Aborto: entenda o projeto de lei que equipara aborto legal a homicídio no Brasil
Brasil

Entenda em 3 pontos o projeto de lei que equipara aborto legal a homicídio no Brasil

Newsletter